5 alimentos dos campeões de memória

Assista a versão em vídeo deste artigo:

No artigo de hoje eu vou te mostrar os 5 alimentos dos campeões de memória, que vão te ajudar a turbinar o seu cérebro e a blindar a sua memória contra esquecimentos!

O último alimento da nossa lista vai te surpreender.

Então, leia até o final para não perder essas dicas.

5 ALIMENTOS DOS CAMPEÕES DE MEMÓRIA | ALIMENTOS PARA O CÉREBRO INTELIGENTE

O primeiro alimento que você deve incluir na sua alimentação é o Espinafre.

O motivo é porque todas as hortaliças de coloração verde-escura possuem um mix de substâncias que são aliadas do sistema nervoso. 

Nessa lista, também entram alimentos, como, por exemplo, a couve, a rúcula e o brócolis… 

Mas, dentre todos eles, o espinafre merece uma atenção especial.

Porque o espinafre tem mais luteína do que os outros alimentos que eu citei. 

E, caso você não saiba, a luteína é um componente fundamental para a saúde do cérebro.

Pesquisadores da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, descobriram que as pessoas que consomem alimentos com luteína, possuem a memória e o raciocínio muito mais afiados.

Além disso, esses alimentos também fornecem vitamina B, que protege a massa cinzenta do cérebro e ajuda a reduzir o risco de demências.

E quem consome esse alimento há algum tempo já conta com uma poupança extra para um envelhecimento mental bem-sucedido.

Se você pretende começar a consumir agora, saiba que nunca é tarde para incluir esses alimentos no seu cardápio. 

O próximo item da nossa lista é amado por muitos…

É chocolate amargo.

Quase todo mundo gosta de um chocolatinho de vez em quando… não tem como negar. 

O que poucos sabem é que o chocolate amargo, aquele acima de 70% de cacau pode te ajudar a aguçar a memória.

Entenda: Não é o chocolate em si que faz bem para a memória, mas sim a sua matéria-prima, o cacau.

Uma pesquisa cita efeitos positivos do cacau sobre a memória de trabalho, cognição, atenção e na redução do risco de problemas cardíacos.

Isso porque, segundo a pesquisa, há um antioxidante presente no cacau que aumenta o fluxo sanguíneo na região cerebral responsável por essas áreas.

E o chocolate amargo é o mais indicado porque ele tem mais concentração de cacau.

Apesar de não ter uma quantidade certa para consumir, alguns estudos falam sobre 30 ou 40 gramas de chocolate amargo por dia, o que equivale a um quadradinho da barra. 

Pois é, quem diria que o chocolate poderia fazer tão bem para a saúde, né?

O próximo alimento da nossa lista é o:

Abacate.

O abacate é rico em vitaminas B6, B12, C e E, além de nutrientes, como selênio, luteína, colina, gordura monoinsaturada e outras substâncias que vão fazer seus neurônios trabalharem muito melhor.

Um estudo americano descobriu uma ligação entre a gordura monoinsaturada e o melhor funcionamento da área do cérebro responsável pela concentração e aprendizado.

Isso porque os voluntários que tinham uma maior quantidade desse tipo de gordura no organismo tinham mais conexões entre os neurônios da rede de atenção dorsal do cérebro, que é uma parte importante para a concentração.

Por isso, incluir o abacate na sua alimentação pode dar aquela força extra para o bom funcionamento do seu cérebro.

Agora, dando sequência para a nossa lista, vamos para o próximo alimento dos campeões de memória:

E esse alimento é o peixe.

Os peixes, como salmão, atum, sardinha, arenque e cavalinha, possuem um grande teor de ômega-3, que é uma gordura poli-insaturada e que é muito boa para a nossa saúde de modo geral.

E esse tipo de gordura atua também na conexão entre os neurônios, facilitando a plasticidade sináptica. 

Ou seja, ela auxilia na produção de neurotransmissores e tem ação anti-inflamatória, o que deixa o caminho livre para o seu cérebro se regenerar. 

E como a gente já conversou em outros artigos, essa capacidade de se regenerar vai facilitar que o seu cérebro consiga mudar (para melhor), através da criação, ou recuperação de bons hábitos.

E como eu disse lá no começo, o último alimento para a memória vai te surpreender…

Porque por muito tempo ele foi considerado um vilão da boa saúde.

Mas, hoje em dia, a ciência já comprovou que ele faz muito bem.

Mas antes tem uma coisa muito importante que você precisa saber:

Uma boa memória depende também de treinamento específico e eu quero te ensinar algumas técnicas de memorização que você poderá usar hoje mesmo no seus estudos que vão te ajudar a ter mais foco e concentração.

Tem um vídeo especial que eu gravei e que você precisa assistir. Eu até proponho um desafio: não estude nada, absolutamente nada sem antes assistir este vídeo. Ele traz instruções valiosas sobre como usar a sua memória com inteligência. Assim que terminar este artigo pegue o vídeo e assista.

E vamos ao campeão da nutrição da memória:

E esse alimento é o ovo.

Além de o ovo ser uma excelente fonte de proteína, ele também tem uma boa quantidade de luteína. 

Um nutriente que já descobrimos no começo desse artigo que é super importante para deixar a memória afiada!

E além disso, a gema do ovo também tem muita colina!

Uma substância que é essencial para a formação do neurotransmissor acetilcolina, que atua como um regulador do córtex cerebral.

Ou seja, ele funciona como um mensageiro entre os seus neurônios para a regulação da memória, do aprendizado e do sono.

Dessa maneira, colocar o ovo no seu cardápio pode afetar (de uma forma boa) o funcionamento do seu cérebro e da sua memória.

Agora que você já sabe quais são os alimentos para o cérebro e memória, está na hora de inserir todas essas comidas no seu cardápio.

Capriche nas receitas e vamos juntos blindar a sua memória contra os esquecimentos. 

Tá certo?

Por hoje é só.

Não esqueça de compartilhar esse artigo para os seus amigos que também estão precisando renovar o cardápio, para melhorar a memória.

Tchau e até o próximo artigo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.