Como estudar 8, 10, 12 horas por dia [provas e concursos]

Assista a versão em vídeo deste artigo:

SIM! VOCÊ PODE ESTUDAR 12 HORAS POR DIA!

Imagine só se você pudesse estudar 12 horas por dia e esses estudos rendessem de verdade…

Parece loucura, não é mesmo? 

Mas… E se eu te disser que isso é possível? 

Hoje eu vou te dizer como você pode estudar 12 ou mais horas por dia, sem que o seu cérebro fique travado.

Para isso vou começar contando a história de Milon de Crotona.

Um atleta grego que se destacou nos jogos antigos e foi vencedor olímpico seis vezes seguidas.

Para você ter uma ideia, Milon foi um lutador e ganhou muitos títulos atléticos, incluindo 32 competições de luta livre.

Só com essas informações você já consegue imaginar que para vencer todas essas competições, ele precisava ser muito forte. 

Mas o questionamento que fica é, como Milon de Crotona se preparou para alcançar essas conquistas? E é essa pergunta que vou te responder hoje.

Diferente da história de Aquiles, por exemplo, que quando bebê sua mãe o levou até o submundo e o mergulhou no rio Estige, que dava poderes de invulnerabilidade, Milon não tinha nenhum tipo de poder.

As lendas contam que para conquistar a sua força, ele passou a carregar diariamente um bezerro em seus ombros, e assim estabeleceu uma rotina de treinamento. 

Todos os dias ele cumpria essa tarefa, independente das condições climáticas ou imprevistos que ocorriam no dia.

Os gregos, que viam isso de fora, riam e julgavam o método do atleta como ineficiente.

Mas, com o passar do tempo, os esforços de Milon foram rendendo cada vez mais resultados e ele viu sua força crescendo gradativamente todos os dias.

Até que um dia aquele bezerro já era um boi adulto e ele o carregava tranquilamente em seus ombros.

Vendo isso acontecer, alguns gregos até tentavam levantar o boi de uma só vez, mas quase sempre falhavam.

A história de Milon nos ensina que a “CONTINUIDADE” é a palavra-chave para melhorar nossas capacidades físicas ou até mesmo a nossa memória, ou a quantidade de horas diárias que dedicamos aos estudos.

Ao incorporar uma rotina nos seus estudos, assim como Milon aplicou em seu treinamento físico, o estudante vai conseguir um aperfeiçoamento gradativo das suas capacidades. 

Então é por isso que quando me perguntam se é possível estudar 12 horas por dia, eu respondo que SIM, É POSSÍVEL!

Quem quer chegar nesse resultado, precisa fazer como Milon e começar pelo bezerro. 

Ou seja, deve estudar menos horas e com o passar dos dias ir aumentando o tempo de estudo conforme se sinta confortável. 

Nós já conversamos em outros artigos sobre a importância do hábito de estudar, porque quando tornamos uma atividade em um hábito, ela passa a ser normal, assim como qualquer outra coisa que fazemos em nosso dia a dia.

Milon seguiu essa dica à risca e teve sucesso em seus objetivos. Agora só falta você também colocar a mão na massa.

Por fim, quero te dizer para não ser como aquelas pessoas que riam do processo de Milon e que depois tentavam levantar o boi já adulto, sem o mínimo de preparo. Porque seguir por esse caminho vai te render o sentimento de frustração.

Por isso a moral da história de hoje é: estude menos, para conseguir estudar mais lá na frente. Mais vale começar por uma hora bem estudada, do que ficar 12 horas com a cara enfiada nos livros sem um pingo de concentração.

Por hoje é só, tchau e até um próximo artigo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.