Como o esquecimento pode afetar o desempenho no trabalho?

Você sabia que o excesso de informações pode causar um “bug cerebral”? Em tempo algum a humanidade teve tanto acesso ao conhecimento como nos dias atuais. Aliado ao estresse do dia a dia, este aparente benefício, pode no entanto acarretar o esquecimento dos compromissos, tarefas e objetos.

Quem nunca ouviu falar de pessoas que esquecem cachorros e até bebês dentro de seus próprios carros no trajeto rotineiro entre a escola e o trabalho?

Sujeitos a acontecer com qualquer pessoa, felizmente casos graves como esses são exceções e esquecimentos eventuais não são preocupantes. Contudo, se acontecer simultaneamente durante um longo prazo é fundamental que você dê mais atenção ao problema para evitar prejuízos físicos e pessoais.

Como podemos verificar precisamos ter em mente que o esquecimento constante pode realmente conduzir nossa vida pessoal e corporativa a problemas maiores: perda de dinheiro, gasto desnecessário de tempo ou ainda queda da credibilidade e da confiança das pessoas.

Com a concorrência acirrada entre colaboradores, essas falhas são ainda mais graves e podem inclusive impedir uma promoção e em casos mais graves até a demissão do funcionário. Existem profissões, por exemplo, que o “ESQUECER” simplesmente não pode existir.

Imaginem um médico esquecendo um bisturi dentro do paciente, um policial que esquece de verificar seu equipamento, a secretária que esquece dos compromissos do chefe, o advogado que esquece a retórica de defesa e compromete uma vida!

Se você passa ou passou por este problema, ou conhece alguém que está enfrentando esta situação, preste atenção neste post que preparei especialmente para tratar do assunto. Acompanhe!

Cadastre-se e receba dicas e materiais toda semana

Obrigado por realizar sua inscrição, acesse seu e-mail e confirme sua cadastro.

Como identificar o problema?

Primeiramente, você precisa parar por alguns momentos e tentar se recordar das tarefas e compromissos importantes que foram esquecidos nos últimos tempos. Faça uma lista e tente compará-la a outra lista com as obrigações que você cumpriu dentro do prazo, isso é importante para verificar se foram muitos os esquecimentos ou não.

Além disso, fique atento à maneira com a qual você reporta as informações aos clientes da empresa que trabalha ou aos chefes e colegas. Você está sendo redundante? Seus destinatários compreendem a mensagem de forma clara?

Por fim, faça testes pessoais: se comprometa a colocar um objeto na bolsa quando chegar a sua casa ou pegue o último livro que você leu e decore a última página.

Se ao fizer isso você perceber que realmente não está conseguindo se lembrar das coisas e se sente confuso com as atividades a serem realizadas, é essencial que você reflita quais são os motivos que estão levando ao problema e em como é possível resolvê-lo. Afinal, como já vimos, o custo de um esquecimento pode ser muito alto.

Quais são as causas mais comuns do esquecimento?

Existem diversos fatores que podem estar relacionados ao esquecimento como, por exemplo, estresse, falta de estilo de vida saudável, alimentação pobre em nutrientes agregado a uma péssima noite de sono, entre outros.

Todos os comportamentos podem influenciar na sua concentração e consequentemente irá acontecer os episódios de esquecimento, os chamados “BRANCOS NA MEMÓRIA”.

O acompanhamento é muito importante, pois eventualmente o esquecimento pode estar relacionado com doenças como hiperatividade, HIV, sífilis ou Alzheimer.

Independentemente da causa, é necessário saber que existem formas de tratar o problema e minimizá-lo. Você pode por exemplo, investir em técnicas de memorização e concentração e em casos mais agudos aliar ao treinamento o acompanhamento médico.

Práticas diárias para melhorar sua vida corporativa

Existem práticas simples que podem ser adotadas nesta questão do esquecimento e ajudarão sobremaneira a execução das tarefas que lhe forem destinadas no trabalho.

1. Deixe o desânimo de lado

Para obter êxito na realização das suas tarefas, é necessário deixar de lado a preguiça e a procrastinação. Se você iniciar qualquer atividade sem foco e desanimado, certamente não a fará com excelência e deixará escapar alguns pontos importantes.

2. Mantenha a organização

Comprovadamente, manter-se organizado em seu trabalho colabora para que os esquecimentos sejam menos frequentes. Essa decisão facilitará a identificação das tarefas a serem realizadas e, acredite, contribuirá para a sua concentração.

Ao contrário, a desorganização interfere diretamente na sua relação com o trabalho bem feito.

3. Anote os seus compromissos

Mesmo que você tenha certeza de que não vai esquecer nenhuma informação, anote-a. Faça um checklist de tudo que precisa fazer no dia ou na semana e vá riscando as tarefas  realizadas.

Para isso, utilize uma agenda de papel ou o bloco de notas do seu celular. O importante é ter acesso a essa lista onde você estiver.

4. Pense antes de falar

Ao apresentar um trabalho à sua equipe, ao seu chefe, ou antes de uma reunião com um cliente, pense com calma em todos os tópicos que você planejou, ensaie antes.

Confira seu checklist se todo o material necessário para cumprir a tarefa está acessível, desta maneira você irá sentir-se mais calmo e seguro, um passo importantíssimo para uma apresentação com desenvoltura invejável pelos seus companheiros de trabalho

5. Mantenha uma vida saudável

Manter um estilo de vida saudável contribui para proteger e melhorar a memória. Durma bem, alimente-se e faça ingestão hídrica regularmente, administre o estresse e mantenha-se fisicamente e intelectualmente ativo.

São hábitos que evitam a perda de memória e melhora a concentração. O exercício físico e mental, além de proteger as artérias, fomenta a produção de fatores que contribuem para que os neurônios estejam sempre em boa forma.

Em síntese, exercitar a mente ajuda a melhorar a memória, a concentração e a qualidade de vida.

6. Pare um tempo e concentre-se

Em meio à correria do cotidiano, separe um tempo em silêncio para  se concentrar sobre as tarefas realizadas e as que você tem para realizar. Repasse cuidadosamente seus compromissos.

Recordá-los mentalmente é um ótimo exercício de estímulo cerebral.

Acredite você não está sozinho! Os problemas de memória são cada vez mais comuns e não atingem apenas os idosos.

Segundo a matéria do Jornal da Região, jovens entre 17 e 21 anos são os que mais reclamam de falta de memória. Contudo, esquecimentos de objetos em transporte público, nomes de vizinhos ou de horários de programas de televisão podem até passar despercebidos, mas esquecimentos no trabalho não!

Lembre-se sempre que ter uma boa memória, além de essencial para melhorar a sua qualidade de vida e o seu desempenho no trabalho, poderá inclusive contribuir diretamente para a sua promoção, afinal todos os gestores almejam possuir em suas equipes profissionais competentes que consigam executar com êxito as suas funções e estes adjetivos passam diretamente por possuir uma boa memória.

Comece a colocar essas dicas em prática exercitando o seu cérebro e tenha SUCESSO!

Você gostou do post? Então conheça o meu curso Memória Blindada. Sou especialista em memorização e certamente poderei lhe ajudar, no treinamento eu ensino a aplicação prática da memorização no dia a dia.

» Clique Aqui e assista alguns depoimentos de alunos do curso «

Para que você adquira agora mesmo o curso Memória Blindada, e por acreditar tanto na eficiência do meu método, além dos bônus eu ainda lhe ofereço uma garantia especial.

Se em 7 dias, depois de aplicar o método, você  não notar melhoras, eu assumo total responsabilidade e devolverei 100% do seu investimento. O que você acha? Clique aqui e saiba mais sobre o treinamento Memória Blindada!

Renato Alves é escritor, pesquisador e primeiro brasileiro a receber o título oficial de melhor memória do Brasil. Autor de um método patenteado de memorização que ganhou reconhecimento nacional e já está presente em mais de 100 países.

Quer ter acesso a outras informações? Curta e siga a minha fanpage no Facebook e também inscreva-se no meu canal no Youtube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *