Como começar a estudar para concursos do zero?

Assista a versão em vídeo deste artigo:

DICAS PARA COMEÇAR A ESTUDAR PARA CONCURSOS DO ZERO

Por onde devo começar? Como encarar a vida e as responsabilidades de um concurseiro? O que fazer para tornar meu cérebro mais potente e aprender mais rápido?

Tenho certeza de que se você decidiu começar a estudar para concursos agora, essas dúvidas estão rondando a sua cabeça e estão lhe custando a sua paz.

Por isso, hoje eu vou responder essas três questões para te ajudar nessa nova fase e fazer com que você pare de perder tempo e comece a estudar com inteligência.

E o primeiro conselho responde uma das maiores dúvidas de quem estuda para concursos:

Por onde eu devo começar?

Parece irritantemente óbvio, mas o primeiro passo para quem quer começar a estudar do zero é escolher qual a melhor carreira a seguir!

Estou dizendo isso, porque muitos concurseiros atiram pra tudo quanto é lado esperando que uma convocação caia em seu colo.

Se sentir motivado pela estabilidade financeira e bons salários é um bom começo.

Mas na prática, pautar as suas decisões apenas por esses requisitos pode te deixar insatisfeito lá no futuro por ter escolhido uma profissão que não gosta.

Por isso, o primeiro passo para ter sucesso nessa jornada é saber como definir as prioridades.

Assim como já falamos em outros momentos… Uma pessoa prevenida não perde tempo com problemas que poderiam ser evitados com um pouco de organização. Certo?

Então, para evitar esse sentimento de frustração lá no futuro, que tal tentar identificar os  seus interesses mais profundos, e conhecer as habilidades que você possui e que podem te levar ao topo. Por exemplo, se você tem um bom autocontrole, tem raciocínio rápido, reage bem sob pressão e possui um forte senso moral. Pode ser que  a carreira policial seja uma boa opção, o que acha? Pelo menos você terá um foco para estudar.

Essa atitude simples complementada por um bom teste vocacional pode te ajudar (e muito) a ter um norte para fazer a melhor escolha.

Depois que chegar a uma conclusão e escolher a melhor opção, use a internet para pesquisar pessoas que atuam na mesma profissão que você escolheu. Há muitos materiais disponíveis por aí que podem te ajudar a não perder seu precioso tempo.

E, claro, depois de reorganizar o seu processo de tomada de decisões, escolha um concurso com um bom salário e a almejada estabilidade financeira.

Vamos ao próximo conselho:

Tenha um mindset de crescimento e encare os estudos com estratégia.

Caso você ainda não saiba o que é mindset e nem como ele afeta a sua vida, vamos a uma breve explicação… O mindset é o seu modelo mental predominante, ou seja, a forma como você age e pensa diante das situações do dia a dia.

Existem dois tipos de mindset, o fixo e o de crescimento. 

A pessoa que tem um mindset fixo pensa que suas qualidades básicas, como inteligência e talento, são traços adquiridos ao nascer e que não podem ser mudados. Já dá para perceber que esse tipo de mindset pode ser uma grande pedra no sapato porque pode fazer com que você se rotule como incompetente na primeira dificuldade e pense que não é capaz de melhorar.

Já quem tem o mindset de crescimento (que também chamo de humildade) vê as dificuldades de uma maneira diferente de quem tem o modus operandi fixo. Neste caso a pessoa compreende que com disciplina, estudo, prática, treinamento e o método correto, ela vai conseguir aperfeiçoar suas habilidades para passar no concurso que sonha.

Se você tem um mindset fixo, a melhor maneira para mudar esse modelo mental é entender a forma como você aprende e atacar com técnicas de estudo as suas limitações. 

Por exemplo, se você percebeu que não está aprendendo por conta do método de estudos X que você escolheu, teste outras técnicas. Existem diversos que eu ensino no programa Estudo e Memorização. Eu vou deixar um link na imagem abaixo para você conhecer.

Outro conselho:

Torne seu cérebro mais potente.

Uma boa forma de exercitar seu cérebro de concurseiro é fazer atividades que incentivem a plasticidade cerebral. A neuroplasticidade é a capacidade que o nosso cérebro tem de aprender e de se reprogramar para formar novos hábitos. Se você estuda várias horas por dia, reserve um breve período para ter contato com novas experiências, como testar uma nova receita na cozinha, praticar um esporte que priorize o foco, como tênis, por exemplo, faça palavras-cruzadas, sudoku ou jogue uma partida de videogame.

Sair da rotina por alguns minutos ajuda a quebrar um padrão cerebral e fazer sua atenção ganhar um fôlego.

Com essas três dúvidas respondidas, tenho certeza de que você vai ter sucesso nos estudos. 

Continue firme nos estudos e vamos juntos buscar a sua aprovação.

Até o próximo artigo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.