Preguiça de estudar: O que fazer?

Esses dias estava em um congresso e sem querer acabei ouvindo uma história paralela a mim.

Resumidamente, era sobre o amigo de infância de uma mulher, que por preguiça de aprender um novo idioma, perdeu a oportunidade de trabalhar em uma grande empresa internacional.

Após ouvir isso, fiquei pensando no número de pessoas que já deixaram passar grandes possibilidades, simplesmente por preguiça.

Você inclusive, já deixou algo passar porque teve preguiça?

Quantas chances de se aprofundar em um assunto ou estudar mais a respeito de outro, você perdeu para a preguiça?

Quando ficamos repetidas vezes num estado mental de preguiça, acabamos inconscientemente nos acostumando com isso e deixando de fazer atividades importantes.

Isto é, coisas como ler, fazer revisões de um conteúdo, aprender algo novo, etc., são totalmente negligenciadas.

Ao deixarmos de exercitar nossa mente, estamos contribuindo para que ela se torne preguiçosa e vulnerável aos desafios cognitivos que nos deparamos todos os dias, como:

  • Resolver problemas;
  • Escrever redações;
  • E até mesmo o simples ato de pensar.

Biologicamente, quase todas as pessoas saudáveis têm chances iguais de se desenvolver e correr atrás dos seus sonhos. Mas, do ponto de vista cognitivo, existem grandes barreiras que devem ser superadas, sendo que uma delas é a preguiça mental.

A preguiça mental nos impede de traçar metas, planejar e executar as ações necessárias em busca dos sonhos.

Creio que você não queira ficar preso no tempo, não é mesmo?

Não existem definições científicas ou psicológicas que considerem a preguiça uma patologia, ou seja, a mesma não pode ser considerada uma doença.

Dessa forma, bastam algumas mudanças para eliminar de vez a preguiça da sua vida.

Vamos lá?

Como vencer a preguiça de estudar

Para ter um bom desempenho em relação aos estudos, é preciso estar sempre exercitando nosso cérebro com exercícios físicos e mentais.

Dessa forma, preparar atividades que influenciam diretamente seu funcionamento, é fundamental para acabar com a preguiça. Contudo, é preciso ter empenho e organização em executar tudo aquilo que for proposto, para que não acabe mais uma vez nas “garras” da preguiça.

Portanto, o primeiro passo é investigar a origem da preguiça, que certamente está na falta de propósitos bem definidos. Uma vez que encontrados os propósitos, você estará pronto para se organizar e traçar um plano de estudos.

Conforme organizar todas as atividades que precisa desempenhar, será possível ter uma visão maior daquilo que precisa ser estudado, e daquilo que já estudou.

Quando você tem uma visão maior dos conteúdos e matérias que abrangem sua rotina, automaticamente se manterá mais motivado.

Em síntese, ao planejar e organizar, você ganha mais eficiência na realização e evita a procrastinação.

Existem diversas formas de você montar um bom planejamento, sendo que algumas das principais etapas são:

  • Incluir os horários vagos em seu plano de estudos;
  • Encaixar um tempo para lazer e descanso;
  • Separar quais matérias possui maior grau de dificuldade;
  • Deixar espaço para fazer revisões do que foi estudado.

Uma dica extra, é que não adianta você copiar um plano de estudos já feito, pois a realidade da pessoa pode não coincidir com a sua, o que resultará em atraso ainda maior. Portanto, desenvolva você mesmo a sua, de acordo com sua rotina e preferências.

Por isso, vou deixar como material complementar, um artigo explicando detalhadamente como montar um plano de estudos eficiente e abrangente. Dessa forma, ao menos uma organização maior você conseguirá desenvolver.

Dicas extras  

Existem algumas outras dicas que se postas em prática, farão com que a preguiça seja menor e menos dominante.

Assim como o planejamento, essas dicas te tornarão mais ativo e efetivo nas atividades que desempenhar, no caso, o estudo.

Algo muito ignorado pelos estudantes, é uma boa noite de sono.

A princípio, muitos deixam suas horas de descanso de lado, e focam em estudar mais e mais durante a noite. Todavia, isso é um erro e pode acarretar em sérios problemas cognitivos e comportamentais.

Evite isso, faça o contrário e notará a diferença!

Seja como for, o sono tem a capacidade de regenerar nossas células e melhorar sua conexão. Dessa forma, ele fortalece nossa memória e a torna menos propensa à preguiça, pois ela estará trabalhando com foco total.

Por isso, ao invés de virar a noite estudando, busque dormir mais cedo e sucessivamente acordar, você notará a diferença.

Além disso, antes de ir dormir, faça uma limpeza mental, fique um tempo sem usar seu smartphone ou qualquer aparelho eletrônico. Dê permissão para o sono agir, relaxe e “recarregue” seu cérebro.

Outra coisa que pode ser feita, é a prática de exercícios físicos.

Assim como uma boa noite de sono, praticar exercícios deixará seu cérebro em um estado maior de alerta e concentração. Desse modo, você estará se “blindando” contra a preguiça física e mental, tornando-se mais ativo e empenhado.

Ao nos exercitarmos, aumentamos o fluxo de oxigênio do nosso cérebro, fazendo com que ele se torne mais ágil e eficiente.

Uma vida sem limites

Para que possamos ter um desempenho além do esperado, é preciso que exercitemos nosso cérebro, deixando-o sempre capaz de compreender, armazenar e transmitir informações com velocidade.

É preciso também eliminar os ladrões de atenção que estão à nossa volta, pois os mesmos acabam nos levando a procrastinação e sucessivamente, à preguiça mental.  

A principal diferença entre quem deixa a preguiça vencer, perdendo grandes oportunidades, e quem alcança de fato o sucesso, é a dedicação.

Ter empenho em mudar e se equipar com as melhores ferramentas para isso, é o ponto de partida para alcançar a tão sonhada aprovação.

Por isso, vá atrás da sua vitória e use as ferramentas e métodos disponíveis a seu favor. Além disso, busque mentoria e acompanhamento de quem realmente entende do assunto e possui conhecimento a respeito.  

Adotando os meios certos, você notará a diferença em seus estudos e a preguiça será apenas mera lembrança!

Ah, eu adoraria saber sua opinião sobre a preguiça de estudar e temas relacionados. Prometo que vou ler cada um dos comentários e responder, combinado?

Viva bem. Lembre bem.

Renato Alves.

37 Comentários


  1. Renato eu gostaria muito de aprender inglês, na verdade isso é uma necessidade. Porém eu não gosto disso. Já tentei várias vezes e desisti nas primeiras dificuldades. Existe algo a se fazer a respeito?

    Responder

    1. Odilon, é sempre importante você se manter motivado com as coisas que necessitam ser feitas, se lembrando diariamente de tudo aquilo que você irá alcançar ao cumprir tal objetivo. Contudo, recomendo que você monte um plano de estudos, de forma que ao você ter um controle maior sobre seus horários e atividades, conseguirá ter um controle maior a respeito de sua disposição e motivação. Acesse aqui mesmo no blog, um artigo onde explico passo a passo sobre como você pode montar um excelente plano de estudos: https://bit.ly/2rRrgFe 😉

      Responder

  2. Boa tarde mestre, tudo bem contigo? Realizei o seu curso em 2017 quando decidi estudar para policia militar da Bahia, não obtive sucesso imediato no concurso, acredito que pelo pouco tempo de preparação, foram menos de 4 meses, mas, fiquei muito feliz com a minha colocação de 1440ª em meio de mais de 80mil inscritos, reconheço que os seus métodos e dicas de estudo realmente funcionam, precisamos somente de disciplina e dedicação. Esse ano estou retomando meus estudos, agora para oficial do corpo de bombeiro da Bahia, paguei um curso referencial no mercado com ótimo material, professores com boas didáticas e ferramentas de anotações para futuras revisões, o concurso ainda não tem previsão de abertura do edital, acredito que esse fato me deixe mais animado, pois sei que possuo tempo suficiente para me preparar e estar pronto para o desafio chamado “prova”. Estou de volta a ativa, deixei a preguiça de lado, montei meu plano de estudo com todo conhecimento passado por você, voltei a praticar o surf ás 5:00AM em dias específicos e organizei minhas 168horas semanais numa planilha com base no que aprendi com o Sr, hoje posso dizer que a preguiça não vai me vencer e eu estou a cada dia mais perto do meu sonho de ser concursado. Gostaria de realizar o seu curso novamente, mas por motivos financeiros estou adiando esse compromisso, mas, se possível gostaria de um feedback do meu plano de estudos e saber se estou seguindo o caminho certo. Ufa, que texto imenso rsrs, só tenho a agradecer e depois de tanto tempo, ainda lembro dos ensinamentos e dicas que aprendi no seu curso, acredito que o Sr fez um bom trabalho, considero minha saúde mental em ótimo estado de funcionamento e eu hoje só tenho a te agradecer. Abraços do seu eterno aluno.

    Responder

    1. Caio, fico extremamente feliz em ler o seu comentário e ver que meu curso e método foram o diferencial que você precisava com os estudos. Parabéns por todo o empenho e por estar cada vez mais motivado a continuar. Uma dica, é que você comece a acompanhar além do blog, minhas redes sociais, estou sempre postando dicas e conteúdos que podem te ajudar na sua preparação. Basta pesquisar por Renato Alves Oficial e você irá me encontrar. A respeito do seu plano de estudos, envie uma foto dele para minha atendente Priscila, para que assim possa avaliar e lhe passar um feedback. Basta mandar uma mensagem via WhatsApp para o número: 14-99747-6046. Abraços e boa sorte nesse ano de estudos e vitórias 😉

      Responder

  3. Prof. Renato
    Estou tentando estudar, mais além da preguiça também tem o cansaço. Passo o dia no trabalho e quando chego em casa que termino de banhar e jantar “bate” uma exaustão junto com preguiça e sono. Caso eu encoste na cama já vou logo dormindo e assim vai passando os dias. Fiz seu curso de memorização, porém não consegui coloca-lo em prática ainda. Irei fazer a prova da PRF, porém o tempo está curto e a preguiça e o cansaço me derruba, mais vou tentar fazer essa prova para ver no que vai dá.

    Responder

    1. Sena, uma boa dica para você, é que ao invés de tentar estudar durante a noite, busque dormir mais cedo e respectivamente, acordar mais cedo. Agindo dessa forma, você se encontrará descansado ao acordar e disposto a estudar. Além disso, estudando ao amanhecer, você evita que o cansaço mental de um longo dia de trabalho, atrapalhe seu rendimento e capacidade de compreensão e memorização. Abraços 😉

      Responder

  4. olá Renato!
    obrigado pela dica, eu mim vi nesse artigo, é muito parecido comigo eu reconheço que sou preguiçoso, eu tenho lindos sonho mas continuo com mesmo hábitos, como trabalho pela tarde passo amanha toda dormindo, deixo pra estudar a noite pois não sinto sono, já pela manhã sinto muito sono… minha meta é ser um excelente médico, mas para isso eu preciso tirar uma nota muito boa no ENEM, o que eu devo fazer? ou que curso me ajudaria? eu fiz um dos seus curso (estudo e memorização) mas não resolveu, o que devo fazer? grato!

    Responder

    1. Romualdo, a primeira coisa é você estabelecer todo dia um horário para estudar, de forma que você se mantenha concentrado e focado em tirar o melhor possível dos estudos durante esse período. Recomendo, que você busque estudar de manhã, pois é o período em que nosso cérebro está descansado e livre de acúmulos mentais ganhos ao longo do dia, dessa forma sua capacidade de compreender e armazenar informações se torna maior. Como você disse que sente sono, vou deixar para você um vídeo de técnicas para evitar o sono na leitura, porém que também pode ser aplicado nos estudos. Para ver o vídeo, clique no link a seguir: https://bit.ly/2TxVskA. Por fim, recomendo que você busque sempre se manter motivado em continuar e nunca desista de seus sonhos. Aqui mesmo no blog você poderá encontrar diversos artigos com dicas e técnicas para melhorar seus estudos e garantir eficiência, recomendo que dê uma procurada. Abraços 😉

      Responder

      1. obrigado Renato pela dica e por tudo abraço!

        Responder

    1. I’m glad to see that you like the post. Thank you for the feedback 😉

      Responder

  5. Bom dia,
    Preciso vencer a preguiça, já tentei algumas vezes e não conseguir; mas depois de ler seu artigo vou tentar novamente. Obrigado . gostaria de saber se fazer exercício físico ouvindo aula (áudio) pelo celular e´correto?

    Responder

  6. Bom dia,
    Preciso vencer a preguiça, já tentei algumas vezes e não conseguir; mas depois de ler seu artigo vou tentar novamente. Muito obrigado creio ser o caminho certo pra realmente vencer a preguiça. gostaria de saber se fazer exercício físico ouvindo aula (áudio) pelo celular e´correto?

    Responder

    1. Joselito, cada um possui um sentido diferente para compreender uma aula. Se ao fazer exercício físico e ouvir o áudio de uma aula, você sente que está captando melhor seu conteúdo e tendo um bom aprendizado, não existe problema nenhum em continuar. Agora, caso sinta que ao fazer isso você está mais propenso a perder o foco, recomende que encontre uma outra maneira de estudar. Abraços 😉

      Responder

  7. Não me vejo um gênio e nem super dotado no quesito estudante…sou esforçado mas tenho a preguiça como uma inimiga ferrenha. Essa tal, não tem me deixado sentir estímulos para absolutamente nada é para ser mais objetivo, me refiro a prática de exercícios, de leitura, não tenho mais ânimo para nada e a procrastinação tem me tomado dia após dia…quero é tenho que mudar só não sei por onde começar ou recomeçar. O tema abordado me deu uma certa sacudida e amanhã mesmo dia 08/01/19 voltarei a praticar exercícios físicos.

    Responder

    1. José fico feliz em ver que o artigo deu uma motivação para você começar a ir atrás daquilo que acabou deixando de lado. Nunca é tarde para mudar, e o começo do ano é a época perfeita para você repensar suas atitudes e evitar cometer os mesmos erros de antes. Parabéns pelo empenho e espero que consiga fazer de 2019 um ano produtivo e cheio de conquistas. Abraços 😉

      Responder

  8. Boa noite
    Interessante artigo, também passo por uma situação parecida, mas acho que é cansaço, porque quanto estou lendo já me vejo dormindo, ou se não com uma dor de cabeça. Não sei que faço preciso passar no Exame de Suficiência do Conselho Federal de Contabilidade e não consigo passar, fico nervosa a cabeça está em outra lugar.

    Responder

    1. Cláudia, recomende que monte um plano de estudos, assim você conseguirá encontrar os melhores horários para realizar seus estudos e leituras, de forma que não se sinta cansada e nem se sobrecarregue. Aqui mesmo no blog existem diversos artigos falando a respeito de plano de estudos, basta pesquisar pelo termo e você irá encontrá-los. Não desista e nem se desmotive, tudo tem uma solução! Abraços 😉

      Responder

  9. Obrigada pela explicação professor, no ano de 2018 eu procrastinei muito, principalmente com estudos da minha pós graduação. Vou seguir essas dicas e fazer o recomendado. Não tenho problemas em aprender mas sim de preguiça mesmo que muitas vezes me consome…

    Responder

    1. Patricia, algo fundamental em uma jornada de estudo é reconhecer os erros que já foram cometidos e evitar sua repetição. Parabéns pelo empenho em querer mudar. Espero que consiga fazer de 2019 um ano totalmente produtivo e cheio de ótimos resultados. Abraços 🙂

      Responder

  10. Renato Alves eu queria um novo artigo falando sobre motivação , porque as vezes acontecem fatos inesperados me fazendo se sentir mal , obrigada por sua grande generosidade. Abraço.

    Responder

    1. Luzia, obrigado pela sugestão. Procurarei trabalhar mais sobre isso. Abraços 😉

      Responder

  11. Eu sei que preciso estudar pra conseguir meus objetivos, mas basta que eu comecar o sono chega em minutos.

    Responder

    1. Antônio, estou te passando um vídeo com dicas para evitar o sono na leitura, porém que podem ser aplicadas em outras situações, como o estudo. Tenho certeza de que você conseguirá trabalhar melhor e acabar com esse problema. Para acessar ao vídeo, basta clicar no link a seguir: https://bit.ly/2TxVskA. Abraços 🙂

      Responder

  12. Amei o artigo, me deixou ainda mais motivada para estudar. E elaborar o próprio plano de estudos é muito bom. As dicas são ótimas. Obrigada!

    Responder

    1. Fico feliz em ler isso Eyde. Muito obrigado pelo feedback e parabéns pela motivação em começar o ano com empenho total com os estudos. Abraços 😉

      Responder

  13. Muito interessante as informações passadas pelo professor Renato. Estou em treinamento da leitura dinâmica (FastRead) e já está me ajudando a não mais procrastinar pois agora leio e conpreendo com mais agilidade e me faz concentrar e interessar cada vez mais pelos assuntos escolhidos, lendo-os até o final para melhores conclusões.

    Responder

    1. Fico realmente feliz em ler isso Fernando. Muito obrigado pelo feedback e parabéns pelo empenho e dedicação em sempre evoluir. Abraços 😉

      Responder

  14. Olá professor Renato,

    Seu artigo é muito interessante e veio a mim em momento oportuno. Tenho passado por muitas dificuldades para vencer a preguiça de estudar. Ao ir perdendo batalhas para a preguiça mental todos os dias fui aos poucos perdendo a capacidade de processar informações, lembrar de coisas que estudei, responder perguntas, transmitir conhecimentos. Suas dicas são excepcionais e me motiva a buscar mudar de postura e trabalhar essa questão. Agradeço pelo seu artigo.

    Responder

    1. Fico feliz em ver que o artigo te ajudou a encontrar uma nova esperança Jaime. Nunca desista de seus sonhos e nem se dê por vencido, corra sempre atrás daquilo que deseja. Não é complicado superar a preguiça e tirar o atraso dos estudos. Aproveite esse inicio de ano e vá atrás de tudo o que deseja, espero poder ouvir sobre sua vitória futuramente. Abraços e boa sorte nessa jornada 🙂

      Responder

  15. Minha maior dificuldade hoje é conciliar as atividades do dia a dia com os estudos: pai de gemeos, 02 empregos, casado, perco muita noite de sono por causa do trabalho, e as preocupacoes com a família. Por isso, muitas vezes me sinto exausto para estudar e isso atrapalha meu rendimento.

    Responder

    1. George você já pensou em montar um plano de estudos? Seguindo todo um cronograma elaborado de acordo com a sua rotina, você conseguirá conciliar as atividades que precisam ser feitas e o tempo disponível para isso. Aqui mesmo no blog existem artigos que explicam passo a passo, como você pode elaborar um ótimo plano de estudos, que atenda suas necessidades e se encaixe em sua rotina. Pesquise pelo termo “plano de estudos” na barra de pesquisa do blog, e leia, garanto que irá ajudar. Abraços 😉

      Responder

  16. Eu tenho muita facilidade para aprender, mas ao mesmo tempo uma preguiça terrível e acabo procrastinando os estudos, há muito tempo que eu já deveria ter sido aprovado em um concurso público, mas quando sento para estudar a minha mente me leva para outro lugar, é como se ela tomasse as rédias daquilo que eu quero colocar como foco e impede toda a minha concentração, eu não tenho certeza, pois nunca fiz um exame, mas acho que tenho TDAH. Eu fico extremamente impaciente quando tento me concentrar, é como se a minha mente mandasse o meu corpo se levantar e tomar uma água, ir na porta ver a rua, ligar a televisão, olhar o smartphone, ligar o computador, ela quer que eu faça tudo, menos estudar. Eu percebo a minha mente como um quebra-cabeça com as peças todas espalhadas, parece engraçado, mas na verdade é muito triste.

    Responder

    1. Nestor, é essencial que antes de qualquer ação, busque um diagnóstico a respeito de sua suspeita de TDAH com um profissional. A mente é ótima em pregar peças nas pessoas, por isso é sempre importante recorrer a especialistas de áreas específicas na busca de solucionar um problema maior. A minha dica, é que você pesquise aqui mesmo no blog, artigos a respeito da concentração e distração. Dependendo, as dicas passadas nos artigos já conseguirão te deixar mais concentrado na realização de determinada atividade, eliminado algumas de duas dores. Espero que isso ajude você. Abraços 😉

      Responder

    1. Gabi, que tal aproveitar que ainda estamos no começo de 2019 e mudar essa situação? Aproveite as dicas do artigo, e faça seus estudos valerem todo o esforço! Abraços 🙂

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *