5 coisas que você pode fazer para atenuar os sintomas do Alzheimer

Esta semana conversei com um grande amigo, consultor, Roberto Guimarães da Brasilidea. Dentre os vários assuntos abordados, ele me falou de um ótimo artigo que ele traduziu de um autor americano, sobre como a qualidade de vida atenuar os sintomas do Alzheimer.

Resolvi compartilhar e sugiro a leitura a todos. Num mundo onde a expectativa de vida aumenta a cada ano, nada melhor do que umas dicas para manter o cérebro vivo e ainda de quebra, podem atenuar os sintomas do Alzheimer.

Vamos lá:

Na semana passada, o avô de uma grande amiga perdeu sua batalha para a doença de Alzheimer. E há outro membro da família dela que recentemente foi diagnosticado com Alzheimer.

Tendo vários casos conhecidos com esta doença, definitivamente, uma chama se acendeu em mim, agora quero entender mais sobre essa doença.

Mais de cinco milhões de pessoas têm doença de Alzheimer e afeta mais de 10 milhões de mulheres como as principais responsáveis pelos doentes.

Alzheimer é atualmente a sétima causa principal de morte e a mortalidade continuará aumentando. Alzheimer é particularmente difícil porque é uma doença progressiva, na qual os sintomas pioram gradualmente ao longo do tempo e não há atualmente nenhuma cura.

Como diminuir o risco de desenvolver doença de Alzheimer?

As investigações mostram que tratamentos que podem retardar temporariamente o agravamento os sintomas do Alzheimer e melhorar a qualidade de vida tanto para aqueles com doença, quanto para seus familiares que sofrem muito com o evento.

Infelizmente não há uma estratégia clara de prevenção ou atenuar os sintomas do Alzheimer, mas estudos recentes mostram que determinados alimentos, dieta e estilo de vida podem atenuar e ser terapêuticos para o tratar da doença, e contribuir para a sua prevenção.

Aqui estão as cinco coisas que você pode fazer para ajudar a prevenir e até tratar os sintomas do Alzheimer

1. Fazer uma dieta mediterrânica

Pesquisadores descobriram que pessoas que consumiam regularmente uma dieta mediterrânea tinham 38 por cento menos probabilidade de desenvolver doença de Alzheimer.

A dieta mediterrânea é rica em nozes, gorduras saudáveis (de molhos para salada, abacate), tomate, peixe, vegetais crucíferos, vegetais escuros e folhosos e frutas. A dieta mediterrânica é também conhecido por ser pobre em carne vermelha, carne de órgãos internos de animais, manteiga ou laticínios ricos em gordura.

2. Parar de fumar

Um estudo recente na revista Archives of Internal Medicine demonstra que fumar está diretamente ligado ao aumento dramático na demência nos últimos anos. O estudo descobriu que aqueles que relataram fumar dois maços de cigarros por dia tinham um risco 100% maior do diagnóstico de demência do que os não-fumantes.

3. Coma aipo e pimenta verde

Pesquisadores da Universidade de Illinois em Urbana-Champaign, pesquisaram os efeitos da luteolina no cérebro de ratos, de acordo com o estudo publicado no Proceedings of National Academy of Sciences.

Luteolina, que é encontrada no aipo e na pimenta verde, foi responsável pela diminuição da inflamação do cérebro causada pela doença de Alzheimer e pode aliviar os sintomas de perda de memória.

4. Beber café

A European Journal of Neurology mostrou que aqueles com um aumento da ingestão de cafeína apresentaram um risco significativamente menor de desenvolver a doença de Alzheimer do que aqueles que com pouca ou nenhuma ingestão de cafeína.

Outro estudo publicado no Journal of Alzheimer constatou que a cafeína diminuiu significativamente níveis anormais de proteína ligada à doença de Alzheimer e 50 por cento de redução nos níveis de beta-amilóide, uma substância formando grupos pegajosos de placas no cérebro dos pacientes com Alzheimer.

Isto significa que não só esses estudos demonstraram que a cafeína pode ser uma arma na prevenção de Alzheimer, mas pode também ser um tratamento terapêutico para aqueles que já diagnosticados com a doença. Esta é uma notícia fantástica ! Esta é também uma ótima desculpa para continuar o seu hábito diário de tomar cafézinho.

5. Exercício

Vários estudos têm demonstrado os benefícios do exercício em pessoas com Alzheimer.

O jornal da American Medical Associado publicou um estudo que descobriu que o treinamento físico para pacientes com doença de Alzheimer não só melhorou o condicionamento físico e estendeu a sua mobilidade independente, mas também ajudou a melhorar a depressão.

Mobilidade independente é importante à medida que a idade avança, especialmente para aqueles com doença de Alzheimer, pois um dos sintomas do Alzheimer,  muitas vezes não é discutido é a falta de equilíbrio, quedas e tropeços. Isto leva à lesões e à necessidade de vigilância constante em pacientes de Alzheimer.

Ao incorporar 60 minutos de exercício na maioria dos dias da semana, e alternando dias de descanso, pode-se melhorar significativamente a mobilidade com o avanço da idade.

Enquanto não há uma “cura” para o Alzheimer, pesquisas árduas continuam para encontrar novas maneiras de prevenir, tratar e curar a doença. Você conhece alguém afectado pela doença de Alzheimer?

Você já leu sobre quaisquer medidas terapêuticas que aqueles com Alzheimer podem fazer para diminuir o agravamento dos sintomas? Colabore com eles, a partir destas valiosas informações.

Melhore o mundo em que vivemos.

Cadastre-se e receba dicas e materiais toda semana

Obrigado por realizar sua inscrição, acesse seu e-mail e confirme sua cadastro.

Singelamente elaborado a partir de tradução livre do Post de Stacy em //t.co/HOEIzqI e no WordPress.com

Nota: Como percebe e tenho divulgado em meu blog, o melhor remédio para memória ainda é o conhecimento, estudá-la, observá-la e fortalecê-la com hábitos saudáveis e estilo de vida.

Você já prática em sua vida essas sugestões? Que tal coloca-las em prática agora mesmo? Não esqueça de deixar seu comentário aqui abaixo e aproveite para conhecer o meu curso Memória Blindada no treinamento eu ensino a aplicação prática da memorização no dia a dia.

Nas videoaulas on-line eu explicado de maneira simples e objetiva, todas as estratégias que utilizo para não esquecer de nada, com esse treinamento além de lhe proporcionar uma melhor qualidade de vida também lhe deixará com memória forte e confiável:

» Clique Aqui e assista alguns depoimentos de alunos do curso «

Adquira agora mesmo o curso Memória Blindada, se você se inscrever agora, além dos bônus eu ainda lhe ofereço uma garantia mais que especial.

Se em 7 dias, depois de aplicar o método, você  não notar melhoras, eu assumo total responsabilidade e devolverei 100% do seu investimento. Assim você não corre nenhum risco. O que você acha? Clique aqui e comece agora o treinamento!

Curta e siga a minha fanpage no Facebook e também inscreva-se no meu canal no Youtube.

Renato Alves é escritor, pesquisador e primeiro brasileiro a receber o título oficial de melhor memória do Brasil. Autor de um método patenteado de memorização que ganhou reconhecimento nacional e já está presente em mais de 100 países.

Curso Memória Blindada

6 Comentários


  1. Olá! boa tarde, ótimas dicas para manter o cérebro vivo . Obrigada pelos esclarecimentos!
    Excelente! poderemos passar para outras pessoas.
    Um Natal abençoado para toda equipe!

    Responder

  2. È de fundamental importância o conteúdo desta matéria. Agradeço ao Renato Alves a oportunidade de ler seu artigo. Pretendo continuar acessando sua página para desfrutar de suas preciosas orientações.
    Obrigado.

    Responder

    1. Olá, José. Obrigado. Seja sempre bem vindo ao meu blog e os outros canais.
      Abraço

      Responder

  3. Ótimas dicas para quem está enfrentando esse mal.
    E o interessante é podermos passar para outras pessoas essas excelentes informações. Parabéns!
    Isso é elogiável.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *