Como quebrar o ciclo da procrastinação?

Como quebrar o ciclo da procrastinação? Escuto isso com frequência, por isso vou lhe ensinar a quebrar o ciclo da procrastinação de uma vez por todas.

Você sabia que o tempo médio de um esquecimento pode ser de apenas três segundos? Isso significa que se você lembrar agora de algo extremamente importante, e não fizer nada a respeito, correrá o risco de esquecer e se arrepender depois.

Para não corrermos este risco, vamos começar este post com um rápido teste. Apenas responda “sim” ou “não” para os questionamentos abaixo:

  1. Você justifica seus atrasos dizendo que não tem tempo ou está com preguiça?
  2. prioridade para as tarefas que gosta de fazer no lugar das que precisa executar?
  3. Tem dificuldade em organizar suas atividades e prioriza o que não é importante?
  4. É tão perfeccionista que chega ao ponto de não conseguir iniciar algo simplesmente porque não está perfeito?

Se você respondeu “sim” para a maioria ou a totalidade das perguntas acima, saiba que você é um procrastinador. E temos duas notícias para você, uma boa e uma má.

A má notícia: o seu comportamento não é adequado, principalmente diante da situação em que você se encontra, buscando a aprovação em um concurso público. A boa notícia: vou te tranquilizar e te ensinar a contornar essa situação.

A procrastinação é definida como o adiamento de uma ação (tarefa), provocando uma sensação de estresse, sentimento de culpa e redução da produtividade. Hoje você aprenderá como quebrar esse ciclo. Acompanhe!

Os impactos da procrastinação

Sejamos francos: quem nunca empurrou um compromisso com a barriga e deixou para fazer depois o que poderia ter sido feito naquele momento? O “deixar para depois” pode até ser um hábito inofensivo, desde que ocorra com uma frequência muito baixa e em situações específicas. O problema real ocorre quando esta atitude passa a ser adotada frequentemente, impactando negativamente a qualidade de vida.

Quem procrastina não costuma identificar os pontos negativos associados à adoção deste hábito. Isso só costuma ocorrer a longo prazo, quando nos damos conta que a maioria dos projetos e objetivos na vida foram deixados de lado.

Em determinados casos, o procrastinador não consegue se identificar com esse papel. Suas atitudes são tão naturais que ele acha o ato de procrastinar algo absolutamente normal.

Isso faz com que, em meio a um emaranhado de tarefas incompletas e a fazer, a qualidade de seus relacionamentos pessoais e profissionais tenda a cair. A procrastinação afeta sua concentração nos estudos e na dificuldade de memorização, devido à quantidade excessiva de pausas ao longo da jornada de aprendizado.

Os fatores que desencadeiam a procrastinação

A procrastinação pode ser estimulada por uma série de fatores. Vamos saber um pouco mais sobre eles e como contorná-los:

A esperança por solução mágica

É muita ingenuidade acreditar que os resultados possam ser alcançados sem o mínimo esforço. Quem procrastina, encontra-se sempre à espera de uma figura imaginária que consiga resolver seus problemas e encontrar soluções com um toque mágico.

O medo de fracassar

Por trás da procrastinação, existe o medo de fracassar. Dessa forma, o procrastinador foge do confronto com a realidade, evitando dar continuidade aos seus projetos ou até mesmo começá-los. Assim, o procrastinador se alimenta de uma falsa sensação de competência em potencial.

O excesso de perfeccionismo

Ser perfeccionista não é algo do qual você deva se orgulhar, principalmente quando esse comportamento faz com que suas tarefas sejam feitas e refeitas constantemente.

Quando precisamos estudar para passar em um concurso, devemos adotar uma rotina mais regrada e deixar de postergar as tarefas. O perfeccionismo jamais deve impactar no seu rendimento.

Falta de resiliência

A resiliência é a capacidade que cada indivíduo tem de lidar com os problemas, superar os obstáculos ou resistir à pressão das situações adversas sem entrar em um surto psicológico.

Quando falta resiliência, os sentimentos se sobressaem ao contexto que gira em torno dos seus objetivos. Isso faz com que você não consiga se manter firme em seus propósitos.

Transtornos emocionais

Algumas psicopatologias, como a depressão e a ansiedade, podem fazer com que a procrastinação seja enraizada na vida de alguém. Caso esse seja o fator que desencadeia a procrastinação, o ideal é que seja tratada por um especialista médico e psicólogo.

Cadastre-se e receba dicas e materiais toda semana

Obrigado por realizar sua inscrição, acesse seu e-mail e confirme sua cadastro.

Então, como quebrar o ciclo da procrastinação?

Como não enrolar na hora de estudar? Esteja preparado para se livrar desse comportamento destrutivo com as 9 dicas que listamos a seguir:

1. Diminua o prazo de realização de cada tarefa

A grande quantidade de tarefas faz com que você queira estabelecer prazos mais longos. Prazos longos tendem a enganar nosso cérebro, que entenderá que há muito tempo disponível para despertar o desejo de se iniciar uma tarefa.

Em vez de estudar uma mesma disciplina por horas a fio, faça uma redistribuição das matérias de forma que seja possível estudá-las em períodos mais curtos, intercalando-as.

2. Estabeleça prazos mais rigorosos

Não basta definir quais são as disciplinas que você tem que estudar. Estabeleça prazos mais rigorosos para cada uma delas, determinando a quantidade de tempo que será dedicado aos estudos. Fixe um horário para começar e terminar o estudo de cada disciplina.

3. Monte um calendário com todos os seus prazos

É dessa forma que você verá, de maneira mais lúcida, como todas as suas tarefas estão interligadas em prol dos seus objetivos. Mantenha os prazos organizados em uma agenda ou calendário, deixando esta organização em um local visível – isso vai te mostrar que o atraso de uma tarefa impacta automaticamente em tudo o que está por vir.

4. Desafie-se mais

Se estudar para um concurso parece ser entediante e você não se sente desafiado, crie os seus próprios desafios. Estabeleça objetivos de curto prazo e batalhe para alcançá-los. É por meio do entusiasmo de se vencer um desafio que você se sentirá mais motivado para seguir adiante.

5. Mude de ambiente

O ambiente impacta muito na qualidade dos seus estudos. Quando ele tem muitas distrações, como aparelhos eletrônicos e pessoas que te chamam com frequência, você tende a procrastinar. Mude o seu ambiente de estudos e busque por alternativas que permitam a sua total concentração.

6. Conquiste parceiros

Parceiros são importantes para que estejamos sempre motivados a seguir em busca da conquista de nossos objetivos. Muitas vezes, esses parceiros compartilham conosco dos mesmos objetivos, permitindo que a troca de informações seja mais um fator a favor de vencer a batalha contra os estudos.

7. Compartilhe seus objetivos

Amigos, familiares e demais pessoas que gostam verdadeiramente da gente precisam saber quais são os nossos objetivos com os estudos. Essas pessoas são fundamentais na hora de te dar apoio e não deixar que você desista.

8. Presenteie-se com recompensas

Quando estabelecer suas metas e desafios, permita-se um agrado. Pensem em recompensas para que a rotina possa ter mais de um sentido.

9. Olhe sempre para frente

Diante de obstáculos ou da falta de interesse por continuar estudando para passar em um concurso, pare um pouco e avalie todos os pontos positivos que a realização desse projeto terá em sua vida. Vale a pena largar tudo e recomeçar?

Com essas dicas lidar com a procrastinação será muito mais fácil. Ao refletir sobre os pontos que expusemos, você verá que realmente vale a pena prestar mais atenção e tentar combater este hábito presente em muitos de nós.

Muita matéria e pouco tempo para estudar? Esse é um desafio que somente os alunos que elaboram e seguem um bom Plano de Estudo conseguem resolver. Clique aqui e continue a leitura em nosso próximo post, onde você descobrirá o maior erro cometido pelos estudantes.

Tenha sempre ótimas lembranças.

Ps.1: Você sente dificuldade de memorizar e se lembrar de coisas do dia a dia? Gostaria de convidar você a conhecer o meu curso Memória Blindada.

Há mais de 20 anos ensino este método de memorização, que já está presente em mais de 100 países e tem 97% de avaliação positiva. Dê uma olhadinha nos depoimentos dos nossos alunos:

» Clique Aqui e assista alguns depoimentos de alunos do curso «

Nas videoaulas eu explico de maneira bem objetiva, todas as estratégias que utilizo para não esquecer de nada e me ajudaram a ganhar o título de melhor memória do Brasil.

Acredito tanto na eficiência do método que se em 7 dias você  não notar melhoras no seu nível de memorização, eu assumirei total responsabilidade e devolverei 100% do seu investimento. O que você acha?

Clique aqui e saiba mais sobre o treinamento!

Viva bem. Lembre bem.

Até a próxima.

Renato Alves é escritor, pesquisador e primeiro brasileiro a receber o título oficial de melhor memória do Brasil. Autor de um método patenteado de memorização que ganhou reconhecimento nacional e já está presente em mais de 100 países.

Ps.2: Quer ter acesso à outras informações? Curta e siga a minha fanpage no Facebook e também inscreva-se no meu canal no Youtube.

37 Comentários


    1. Natanael, isso acontece porque na escola não aprendemos a aprender. Assim, vamos aprendendo conforme ensinado: à base de repetição. É necessário aprender a forma correta de aprendizagem.

      Responder

  1. Estou gostando muito de suas matérias. Sempre gostei de ler bastante e era muito organizada, mais com a morte de meu filho em agosto de 2017, não tenho mais paciência de ler ou de ser organizada, gostaria de saber se tem algum artigo sobre o assunto.

    Responder

    1. Olá, Girlene. Apesar sabermos que esse é o fim de todos, é muito difícil lidar com a perda do ente querido. Imagino que para os PAIS essa carga de dor seja no mínimo quadruplicada, porém para nós que ficamos a vida deve continuar. Há pessoas que dependem de nós, há outras que nem conhecemos, mas que poderíamos ajudar facilmente se estivermos em condições. Girlene apesar da dor, não há como você trazer o seu filho de volta, mas você pode dar sentido ao período que ele esteve com você.

      Pense nisso! Não devemos tentar controlar as variáveis incontroláveis, quando possível apenas tentar influenciar. A variável Girlene pode ser controlada por você.

      Quanto ao artigo, separei alguns textos. Deixei abaixo:

      01: //renatoalves.com.br/blog/quando-alguem-esta-morrendo
      02: //renatoalves.com.br/blog/tenha-uma-boa-memoria-aos-40-anos
      03: //renatoalves.com.br/blog/como-controlar-a-ansiedade

      Girlene, paz e muito foco.
      Abraço, fique com Deus.

      Responder

  2. Boa tarde Professor Renato, muito bom o seu artigo. Realmente a procrastinação é um dos fatores que podem vir a atrapalhar a conquista dos nossos sonhos e objetivos. Luto contra ela todos os dias, e sei que sem uma grande dose de entusiasmo, determinação, fé e força de vontade, continuaremos a colocar desculpas nos objetivos não alcançados.
    Sei que ainda tenho muito a melhorar, mas me esforço cada dia mais para buscar e sanar essas minhas dificuldades.

    Responder

    1. Olá, Luís. Perfeito, é isso mesmo.
      Continue firme e forte na luta contra a procrastinação.
      Abraço e muito sucesso!!!

      Responder

  3. Olá,
    Eu sou assim, deixo tudo pra depois, as vezes começo a ler um livro e não consigo terminar. Bate um desanimo. E o que percebo é que o tempo está passando e não consigo evoluir. Isso faz com que meu conhecimento fica vulnerável. Não sei mais o que devo fazer.

    Responder

    1. Olá, Júlio. Por nada, nos meus outros canais também disponibilizo informações úteis.

      Vídeos:
      Clique aqui e inscreva-se no canal no Youtube e assista vídeos exclusivamente feitos para o canal

      Áudios:
      Clique aqui para escutar o meu Podcast

      Facebook
      Clique aqui e me siga no Facebook e tenha acesso a promoções e informações rápidas

      Linkedin
      Clique aqui e me adicione no Linkedin

      Twitter
      Clique aqui e siga no Twitter

      Instagram
      Clique aqui e siga no Instagram

      Abraço

      Responder

    2. Olá, Júlio. Por nada, não deixe de acompanhar todos os meus canais.
      Abraço

      Responder

  4. Obrigado amigo Renato pois ja o considero como tal. Então fiquei mega feliz em ler suas dicas e ao mesmo tempo saber.que alguém se preocupou em me ajudar a solucionar esse dilema, com certeza irei por em prática seus ensinamentos, pois só de ler seu artigo aqui fiquei empolgado e agradecido por tudo, obrigado a todos vocês pelo depoimento aqui, nos faz um bem que talvez não tenham noção, apenas de saber que não estou no barco sozinho ja me da uma sensação positiva que recomeçar, driblar as distrações e seguir rumo a minha aprovação. Grato de coração ao Renato e a vcs Abraços.

    Responder

    1. Olá Josevane, obrigado pelo carinho, continue focada no seu objetivo.
      Abraço, muito sucesso
      🙂

      Responder

  5. Caro Renato.: Já fui muito procrastinador . Depois de muitos prejuizos, participei de uma palestra onde foi priorizado exatamente o que acabei de ler. Presenteie-se toda vez que você executar uma tarefa dentro do prazo, como fazer um relatório, cumprir um chek list ( este sempre o mais dificil), um folow-up, , pagamentos e depósitos, responder um e-mail, consulta médica, tomar um banho e assim por diante.
    Os mais difíceis: ler um livro até o fim e estudar.
    Agora; como achar o presente? Caso conseguisse realizar todas as tarefas dentro do prazo, seria o homem mais presenteado na face da terra e o mais pobre e endividado.
    Na realidade o que a gente mais gosta é a auto estima. Eureka! descobri. Cada tarefa realizada dentro do prazo postava-me diante do espelho, levantava os braços como se tivesse feito um gol no Real Madri , abria um grande sorriso e falava para mim mesmo ; urra! você venceu mais essa, parabéns e continue sempre assim. Isso faço até hoje, principalmente depois do banho .
    Isso pode parece infantil mas, na realidade, é um santo remédio. Auto realização que enriquece a auto estima.
    Abraços
    Paulo Linzmaier

    Responder

    1. Olá Paulo. O seu relato é sensacional, mostra como é importante confiar em nós mesmos e focar no autoconhecimento. Obrigado por dividir um pouco de sua história. Sucesso sempre! Renato Alves.

      Responder

  6. Me identifiquei e sinto sufocada com os assuntos: procrastinação, perfeccionismo e resiliência que esta sempre presente em minha vida. Quero me livrar disso, me faz mau, mas ainda não consegui. Sempre faço planos de estudar, começo e não consigo, vem procrastinação. confesso que nunca fiz um plano de estudo. Quero lhe agradecer Renato Alves, sei que vou conseguir, ainda e só o começo. Eu quero, eu posso e eu vou conseguir chegar la e alcançar todos os meus objetivos. Obrigado por me ajudar, não só a mim, mas a todas as pessoas. que Deus lhe abençoe sempre.

    Responder

    1. Olá Elisangela, pense de forma positiva, você já descobriu onde está o problema, agora precisa traçar um plano para resolução ou mitigação do problema. Separei para você alguns links onde você poderá ter acesso há alguns conteúdos:

      Blog (Textos)
      https://www.renatoalves.com.br/blog

      Vídeos:
      https://www.youtube.com/user/videosmemoria/videos

      Áudios:
      https://soundcloud.com/renato-alves-memorizacao

      Espero que goste, abraços

      Responder

    1. A “resiliência” é uma coisa boa, o negativo é a “falta” dela! Reflita bem…

      Responder

  7. Obrigado pela ótimas dicas que você, Renato Alves vêm dando pra quem quer não só passar em um concurso público, mas pra quem quer ter mais qualidade de vida mental. Assim, peço que você disponibilize o curso de leitura dinâmica para que possamos ganhar tempo e agilidade na maneira de lê e compreender um texto.

    Responder

  8. Renato Alves gostei muito do seu material sobre planejamento de estudos, estou colocando em prática e ja estou vendo os resultados, tem facilitado muito meus estudos.
    Muito Obrigada.

    Responder

  9. Meu camarada, você foi demais com esse texto, vou aplicar os conselhos que passou. A partir de hoje; não à procrastinação! Valeu muito, DEUS o abençoe sempre.

    Responder

  10. Eu me identifiquei com a procrastinação. Realmente ela evolui com a depressão e a ansiedade, que está sendo o meu caso.
    Obrigada pelas dicas e por disponibilizá-las.

    Responder

  11. Nossa muito obrigada ! Eu gostaria muito de poder pagar o curso de memorização mas infelizmente não tenho condições meu salario e pra minhas despesas aluguel ,comida e meu filho que a coisa mas preciosa que que Deus mim presenteou ,vivo estudando mas tem dias que mim bate um desamino não sei por onde começar. Muitas pessoas mim falam e muito difícil passar em um concurso principalmente em Brasília onde e muito concorrido só faz quem tem condições de fazer um cursinho e eu mim pergunto será possível , eu creio que vou passar no concurso pois muitas pessoas dependem de mim .E muito obrigado pelas dicas que Deus continuem te abençoando muito com esta memoria incrível que e um dom que só você tem .

    Responder

  12. sou muito ansiosa começo tudo não consigo terminar nada ,chega a me dar tremor na cabeça fico muito nervosa não consigo aprender nada

    Responder

  13. A ansiedade estava me acabando. São tantas as matérias que não sabia por onde começar e nem como organizar meus estudos. Comecei o curso e hj tenho td organizado. Posso afirmar que a ansiedade praticamente sumiu, consigo sentar no meu cafofo (é uma mesinha baixa que tengo no meu quarto. Me sento no chão e encosto na parede) e estudar por horas a fio sem me cansar e sem me estressar. Era essa ansiedade e,consequentemente, o desânimo, que me faziam procrastinar.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *