6 dicas para superar a preguiça mental e voltar a estudar

Ler o artigo, estudar a apostila, até mesmo passar os olhos no cardápio do restaurante parece mais difícil do que carregar um caminhão de tijolos. A preguiça mental está impedindo muitas pessoas de realizar seus melhores planos e talvez isso esteja acontecendo com você!

Conversei com uma aluna que reclamava que precisava ler Machado de Assis para o estudo do vestibular. Perguntei: E como você pretende passar em Medicina? Lendo gibis da Mônica? O professor ao sugerir o autor queria o melhor, ela, tomada pela preguiça mental, desejava o mais fácil…

A preguiça mental nos leva para a colheita do sofrimento.

Você se lembra da história da formiga e da cigarra? Enquanto a formiga trabalhava e acumulava alimento para o inverno, a cigarra ficava sentada numa sombra, rindo e tocando gaita. Um dia o frio inverno chegou e fez a seleção natural…

Você não pode deixar a preguiça mental tomar conta do seu espírito, sabe por que? Porque formigas ainda existem!

As formigas a que me refiro, são estudantes que neste exato momento estão debruçados em pilhas de livros rachando de estudar; são as pessoas que ao invés de ficar com um fone enfiado no ouvido babando para Ivete Sangalo ou Luan Santana, estão ouvindo as últimas novidades sobre editais dos concursos. Formigas não vão pra balada, vão para o simulado, não leem Contigo, leem atualidades de concurso, não arrumam desculpas, buscam solução.

Se você é estudante, então deve ter um Projeto de Aprovação, não é? Então entenda: ninguém vai estudar por você, ninguém vai fazer as provas por você! Estudo é uma jornada solitária. O seu sucesso é você quem faz!

Lute contra a preguiça mental porque estará lutando por seu futuro. O mundo está cheio de oportunidades, então pare de olhar a paisagem e agarre logo a sua chance.

Deixo aqui 6 dicas para superar a preguiça mental:

1 – Chame para si a responsabilidade!

Tenha em mente que, se só ganha na loteria quem joga, só passa no vestibular ou concurso quem racha de estudar. Comprometa-se com o seu futuro e faça o que precisa ser feito. Sem reclamar!

2 – Motive-se

Um dos meus alunos passou no concurso para magistratura. Perguntei o que mais o motivava enquanto estudante. Ele me disse que era ver seu cunhado, promotor de justiça, ganhar 30 mil por mês, tirar férias de 60 dias por ano e licença prêmio de seis meses a cada 5 anos. Esses números o motivavam a seguir firme nos estudos.
Qual é a sua meta?
Escreva na parede, cole no espelho do banheiro e alimente-se dela todos os dias.

3 – Comemore as vitórias

Hoje você estudou até virar os olhos? Então merece um bom banho, uma meia hora de descanso para depois voltar e estudar mais um pouco. De verdade: quem vence no concurso não é aquele que faz corpo mole, é o que aprende mais rápido, detém mais conhecimento, sabe exatamente o que fazer na hora da prova. Se você está no pelotão do meio ou no final da corrida, então não perca nenhum minuto. Acelere e deixe o descanso para quando estiver colhendo os frutos das jornadas intermináveis de estudo.

quantidade vs qualidade de estudo

4 – Não tenha medo de editais e quantidade de matérias, pois eles fazem parte do circo dos concursos

Você tem que saborear a matéria como um sorvete de morango numa tarde quente de domingo. Escreva na parede: NÃO EXISTE SUCESSO SEM ESFORÇO!!! Faça um plano de estudo bem elaborado e confiável e siga-o todos dos dias, rigorosamente.

5 – Dez, vinte, trinta mil por mês… Você quer um salarião, não quer?

Então não ache que vai passar no concurso lendo aquelas apostilas xerocadas e super resumidas, ou pescando aqueles vídeos gravados por professores esquisitos no Youtube. Se você é aquela pessoa que só investe em roupas, sapatos, celulares, perfumes e acha um curso de quinhentos reais é caro, então está na hora de refletir: será que a aprovação não acontece porque já passou da hora de investir em conhecimento também? Uma boa estratégia de estudo faz você ganhar tempo, economizar energia e aumentar suas chances de aprovação.

6 – Aprenda a amar aquilo que faz

Quando você gosta de estudar você transforma as horas de dedicação em horas de diversão. Evidentemente, para você gostar de estudar você precisa saber estudar, caso contrário não produz, desiste e consequentemente se deixa levar pelo desanimo e pela preguiça mental. Fica a pergunta para não dormir a noite: Afinal de contas, você sabe ou não sabe estudar? Se a resposta for não, corra e resolva logo isso!


Acesse abaixo a versão em audio deste post e faça o download para escutar as dicas do professor Renato Alves sempre que desejar


Cadastre-se e receba dicas e materiais toda semana

Obrigado por realizar sua inscrição, acesse seu e-mail e confirme sua cadastro.

Para te ajudar, também preparei este infográfico:

Você gostou do texto, infográfico ou do audio? Não esqueça de deixar seu comentário aqui embaixo e aproveite para conhecer o meu curso Estudo e Memorização no treinamento eu ensino a aplicação prática da memorização no dia a dia, tudo explicado de maneira simples e objetiva em videoaulas on-line que você poderá assistir onde quiser, seja no celular, tablet, computador ou smart TV.

O curso foi elaborado para que você tenha acesso a todas as estratégias que utilizo para não esquecer de nada.

Definitivamente é sua hora de ter uma memória mais jovem, forte e confiável. Estou aguardando você na próxima turma e como incentivo por acreditar tanto na eficiência do meu método, além dos bônus eu ainda lhe ofereço uma garantia especial:

» Clique Aqui e assista alguns depoimentos de alunos do curso «

Se em 7 dias, depois de aplicar o método, você  não notar melhoras, eu assumo total responsabilidade e devolverei 100% do seu investimento. Dessa forma você não corre nenhum risco e tem a tranquilidade de investir num treinamento com risco zero. O que você acha? Clique aqui e comece agora mesmo!

Quer ter acesso a mais dicas? Curta e siga a minha fanpage no Facebook e inscreva-se no meu canal no Youtube e receba as novidades em primeira mão.

Renato Alves é escritor, pesquisador e primeiro brasileiro a receber o título oficial de melhor memória do Brasil. Autor de um método patenteado de memorização que ganhou reconhecimento nacional e já está presente em mais de 100 países.

Curso Estudo e Memorização

Preguiça mental, Preguiça mental, Preguiça mental, Preguiça mental, Preguiça mental, Preguiça mental, Preguiça mental, Preguiça mental, Preguiça mental, Preguiça mental, Preguiça mental, Preguiça mental

84 Comentários


  1. Conteúdo muito bom, gostei muito do seu post.
    Vou acompanhar, pois sempre aprendo mais.
    São dicas muito úteis, principalmente para um iniciante como eu.
    Bom trabalho!!

    Responder

    1. Fico feliz em ver que gostou do conteúdo e o mesmo serviu de ajuda para você. Obrigado pelo feedback e pela confiança. Abraços 🙂

      Responder

  2. Fiquei Muito Interessado pelo seu post.Vou acompanhar seu Blog que é muito bom. É TOP ! Esse tipo de conteúdo tem me agregado muito conhecimento.Grato !

    Responder

    1. Fico feliz em ver que gostou do conteúdo do blog Evy. Obrigado pelo feedback e fique de olho para conteúdos futuros 😉

      Responder

  3. Olá, gostei do conteúde de seu blog, muitas pessoas buscam assuntos como esse, obrigado por compartillhar.

    Responder

    1. Fico feliz em ver que gostou do conteúdo e ele te ajudou de alguma forma. Abraços 😉

      Responder

  4. Uma coisa que me ajudou em relação a preguiça foi o Text Aloud que eu comprei no Mercado Livre

    Responder

    1. Isso também é uma opção muito útil Victor. Parabéns pelo empenho 😉

      Responder

    1. Fico feliz em ler isso Pedro, muito obrigado pela confiança e pelo feedback. Abraços 😉

      Responder

  5. Olá, obrigado pela vossa disponibilidade.
    Gostei muito do seu post, vou acompanhar o seu blog/site.
    Muito obrigado
    Manuela Silva

    Responder

  6. Olá campeão(a)! Já estou te seguindo.
    Parabéns por este excelente Blog, tenho lhe acompanhado a algum tempo.
    Você tem ótimas postagens e eu estou familiarizado com esse assunto.
    Se você quiser tirar um pouco da carga de seus ombros, eu adoraria escrever algum material para o seu blog, em troca de um link para o meu.
    Por favor, me mande um e-mail se estiver interessado(a) nessa parceria.
    Compartilhe com o(a)s amigo(a)s Valeu!!
    Sucesso!

    Responder

  7. Mսito bom, logo este blog seгá famoso entre todos blog, devido aos seus artigos agradáveis

    Responder

  8. Bacana o ponto de vista e informações de muito bom conhecimento nesse assunto mesmo. Procuro sempre sites que possam me ajudar com boas matérias e aqui me encontrei muito satisfeita. Gratidão!

    Responder

    1. Olá, Marta. Obrigado que bom que tenha gostado, volte sempre…
      Abraço

      Responder

  9. Me interessei muito pelo conteúdo porque achei que fala muitas verdades. Muitos sites ficam apenas copiando um do outro mas suas materias são verdadeiras e expiradoras!
    Gratidão!

    Responder

  10. Esse site é muito bom mesmo. Tem informação atual e de muita qualidade. Abraço e sucesso

    Responder

  11. Adorei seu site. Conteudo de muita qualidade. Obrigado por compartilhar

    Responder

  12. Ola gostei desse artigo esse tipo me ajudou muito, e vou ver outros artigos.obrigado

    Responder

  13. Gostei do conteúdo, eu também estou ai neste
    caminho, quanto mais informação compartilhada melhor, tanto para quem compartilha como para quem recebe a informação.

    Responder

  14. Renato eu to depressivo, tenho auto estima baixa, tenho preguiça de parar de ter preguiça, mental e física, mas principalmente mental, to em época de provas na escola, e amanha eu preciso apresentar uma oratória sobre um tema livre, estou o dia todo nessa e já são 11h da noite e nem assunto eu escolhi (estudo de manha).
    Embora a oratória seja amanhã, você não precisa me responder hoje, agora, mas você tem alguma dica para me dar quanto a isso? Para eu não me prejudicar mais para a frente.

    Responder

    1. Olá, Rafael. Quanto a preguiça mental é algo um pouco extenso para falar, mas como já escrevi diversos artigos aqui no meu Blog sobre o assunto, sugiro que leia. Clique aqui para ler o artigo!
      Já quanto a apresentação, você mencionou que o tema é livre, então fale por exemplo sobre um esporte ou filme que goste.
      Abraço

      Responder

    1. Olá, que ótimo que tenha gostado. Não deixe de acessar os outros canais também.
      Abraço

      Responder

  15. Gostei muito do seu artigo! Quero mudar e irei mudar a forma de estudar. Terei mais comprometimento e todas as vezes que irei estudar lembrarei deste conteúdo.

    Responder

    1. Olá, é um obstáculo que precisa ser vencido se desejar ir um pouco além em sua profissão por exemplo.
      Abraço

      Responder

    1. Olá, Murilo.
      Obrigado por acompanhar o meu trabalho, continue sempre acessando todos os nossos canais.
      Abraço

      Responder

  16. ola, renato sou val, de Abaetetuba Pará, nao consigo me organizar p/ estudar. Me ajude

    Responder

  17. Eu me acho inteligente.(espero que me entenda, não estou me gabando) pelo menos das últimas vezes que quis estudar de verdade. Isso foi no ano passado quando fiz um cursinho na UFRN. Eu tenho facilidade pra aprender, só que eu mesmo crio obstáculos para não estudar ou até mesmo ir atrás de um emprego. Me considero numa verdadeira zona de conforto. Sou o tipo de cara que dá conselhos a todos os amigos mas, não dou o exemplo. Queria muito ter amor pelos estudos ter gosto de vida pois não faço nada, nem um texto sei escrever direito, sei que percebeu.Mas tipo queria bater um papo com você pois sou amante do diálogo, se possível me responder faça isso por mim, preciso de umas dicas de quem entende mesmo do assunto, andei lendo alguns artigos seus e percebi que você é experiente no assunto, abraço!

    Responder

    1. Olá Renato, não se preocupe o mais difícil você já conseguiu fazer, que é identificar o problema e buscar soluções. Há diversas maneiras de achar soluções possíveis, há pessoas que procuram, livros, religião, coach, amigos, psicólogos entre outros. Eu escrevi alguns textos que irão lhe ajudar:
      Forte abraço e muito sucesso!

      Responder

    2. olá,bom dia sou o Vagner e preciso de ajuda,quero alcançar os meus objetivos,conto com você,preciso de uma estratégia para estudar,Vagner agradece.

      Responder

  18. Muito obrigada pelas dicas!
    Professor, eu trabalho e sou estudante. Assino um cursinho online, geralmente eu estudo quando chego do trabalho, e quando tenho umas fuguinhas consigo fazer uma revisão no trabalho mesmo. Só que não consigo me concentrar assisto aulas ao vivo. Não sei se é o trabalho que exige muito de minha mente, mas chego em casa suuuper cansada… Aquele cansasso mental. Ainda estudo, mas acho que não está sendo tão proveitoso. O que fazer? Preciso de sua ajuda. Grata!

    Responder

    1. Sendy, realmente conciliar a vida profissional e os estudos não é uma tarefa fácil, mas é perfeitamente possível, por trabalhar durante o dia, você precisa estudar a noite, porém esse horário não é o mais a apropriado para a maior parte das pessoas. Há pessoas que fazem uma parada estratégica no horário do almoço (sesta), e voltam mais produtivos para o segundo período de trabalho, tente fazer isso e depois me conte, até lá leia este texto que escrevi sobre Como conciliar trabalho e estudo? Saiba aqui como deixar tudo em ordem
      Abraços

      Responder

  19. eu customo comecar a ler um texto e nao termino de ler nao me da vontade Mais quero ..nao sei que é o quê que esta acontecer comigo

    Responder

  20. Olá, bom dia ! Meu nome é Cristiane
    Prof. Renato Alves , gostaria de saber porque toda vez que vou estudar pego logo no sono , isso me frusta muito.

    Responder

    1. Bom dia Cristiane, as vezes é o local que você está estudando. Iluminação, mesa, quarto, qualquer coisa que possa trazer muito conforto, pode estar te atrapalhando ao invés de ajudar.

      Responder

  21. Professor Renato Alves, e com relação a aprendizagem de idiomas, o que recomendaria?

    Posso estar equivocado, mas quando vejo a palavra memorização, logo assimilo aquilo que precisa ser “decorado”, o que pode ser bastante útil para quem precisa realizar uma prova, sobretudo de conteúdo alternativo, mas quando se trata de dissertar sobre um tema, a simples ou complexa ação de memorizar não nos permite muito conteúdo. Daí a importância de entender o que está sendo estudado. O que se aplica ao aprendizado de idiomas, que por sua vez também precisa ser adequadamente armazenado em nosso cérebro. O segredo é como fazê-lo da forma mais eficiente, respeitando as particularidades de cada pessoa.

    Grato.

    Marcelo

    Responder

    1. Olá Marecelo,

      Obrigado pelo seu comentário.

      Memorizar não é o mesmo que decorar matérias.
      Decorar, ou decoreba, como as pessoas estão acostumadas a dizer, é o ato de ler e reler até saturar a memória operacional, que é a nossa memória de trabalho.
A memorização é um processo que envolve técnicas muito mais efetivas de aprendizagem com o objetivo de formar memórias de longo prazo.
      Evidentemente, se a memorização não for ensinada do jeito certo, ela não fará nenhum efeito. Por outro lado, quando ela é bem ensinada o estudante tem o mesmo privilégio de aprender as mesmas técnicas que durante séculos foram utilizadas por grandes cientistas, poetas, filósofos, pensadores, escritores, artistas, oradores do mundo todo.

      Responder

      1. Professor Renato Alves,

        E quanto a aprendizagem de idiomas, o que recomendaria como alternativa para um estudo mais eficiente? Algum de seus livros traz algumas dicas de técnicas que podem ser aplicadas para este propósito?

        Faço estas perguntas pois a sensação que tenho após mais de 10 anos (não consecutivos) no aprendizado de idiomas, é que vivo em um “looping”, onde parece que estou sempre tendo que retomar os estudos de alguns conceitos básicos do idioma, para uma comunicação mais assertiva. O mesmo não acontece com o meu idioma nativo (Português-Br). Chego a conclusão que a retenção das lições aprendidas não estão sendo adequadamente armazenadas. Como resultado observo várias frustrações e recomeços.

        Grato.

        Marcelo

        Responder

  22. Eu tenho preguiça de ler e também não consigo gravar na minha mente o que eu li

    Responder

    1. Oi Ivonete. Gosto de ensinar aos meus alunos, passo a passo, como montar um Plano de Estudo vitorioso e como utilizar as melhores técnicas de estudo, foco e memorização no aprendizado. Eles relatam mudanças significativas já nos primeiros dias do curso. Acredito que a minha missão é ajudar pessoas como você, que tem interesse em aumentar a capacidade de lidar com grande quantidade de informação e com isso melhorar as chances de aprovação. Conheça mais sobre o curso em meu site oficial http://www.renatoalves.com.br

      Responder

  23. Cara, muito obrigado! As suas dicas foram ótimas. Acredito que daqui pra frente vou me esforçar o máximo possível para manter o foco nos estudos. Mais uma vez, OBRIGADO!

    Responder

  24. Bom dia,boa tarde ou boa noite.Eu era uma estudante muito dedicada, mas de uns tempos para cá, ando desleixada, já não consigo fazer testes sozinha , dependo sempre de colegas. Sinceramente isso não tá a fazer – me bem,porque existem aqueles casos em que os docentes me separam dos meus amigos. Dai fico sem saber o que fazer. Eu quero ultrapassar pois não aguento mais viver assim.

    Responder

  25. Parabéns Renato!
    Sou um estudante Universitário Moçambicano, gostei muito das dicas, conselhos e Recomendações.

    Responder

  26. Parabéns Renato, suas dicas são imprescindíveis para mim e creio que para muitas pessoas pelo Brasil que almejam sucesso nos estudos, e prioritariamente o conhecimento do próprio corpo e mente.
    Tenho 16 anos, e comecei a ver seus vídeos um ano atrás, conheci um pouco dos temas acerca de memorização e vi que aquilo tudo, técnicas mnemônicas, a grande capacidade concentração e principalmente o fator motivação. Esse era o passo que eu não tinha dado durante aqueles dois primeiros anos de meu Ensino Médio, e a partir do momento que disse, “Vou aprender a estudar!!”, um novo ciclo de vida começou.
    Não mais aquelas aulas chatas, em que eu não valorizava o dinheiro de meus pais, disputava colocação com meus colegas, e alguns em minha classe eu até considerava gênio.
    Depois de assistir à alguns vídeos do craque, minha mente se transformou em um belo centro de processamento. Comecei a gostar de estudar e a principalmente saber analisar aquilo que eu estava adquirindo, tudo isso derivado das Técnicas do Renato.
    Fico muito grato pelas valiosas dicas, que nada se comparam ao custo, se é que R$300,00 não vale 1/50 de todo o valor do custo de todos os anos de estudos sem aprender nada.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *