Preserve para sempre aqueles momentos inesquecíveis

Certos fatos para algumas pessoas são tão impactantes que se tornam momentos inesquecíveis.

Muitos costumam dizer que “A vida é um filme”, ao menos é assim que muita gente resume a própria existência, especialmente quando, diante de situações de perigo, estresse e decisão de vida ou morte pronunciam a romântica frase:

Naquele momento, passou um filme em minha cabeça”.

O que nos leva a pronunciar essa frase?

Se você concorda que a vida é feita de momentos simples e momentos inesquecíveis e que a memória, como uma boa bibliotecária é quem classifica, rotula, exclui e armazena cada um dos episódios, então poderá deduzir também que ela é quem traz à tona esses mesmos acontecimentos.

Quais são os gatilhos que a memória utiliza em seu processo de organização, o que é um momento inesquecível?

Bom, existem muitas chaves que abrem os arquivos da memória.

Uma música, uma cena de filme, um som e até mesmo um cheiro podem funcionar como gatilhos, estimulando nossas lembranças, sejam boas ou ruins.

Nosso cérebro, o tempo todo, é estimulado com gatilhos mnemônicos, basta abrir os olhos pela manhã e prestar atenção na forma como as coisas com que você interage estimulam sua memória.

O que torna os momentos inesquecíveis?

Existem muitos artigos, vídeos e cursos de memorização que ensinam como memorizar textos, matérias, experiências do dia a dia, mas você já ouviu alguém ensinando como lembrar de coisas importantes?

A quantidade de informações que você guarda em sua memória é a soma de vivências que você experimenta todos os dias.

Experiências positivas, agradáveis e úteis ajudam a preservar nosso organismo e a perpetuar nossa vida, as negativas também têm o seu valor, nos ajudam a evitar a repetição.

A memória é, em resumo, a nossa total essência.

Agora, imagine o que aconteceria se de um dia para o outro todas essas recordações simplesmente desaparecessem.

Não estou falando da doença de Alzheimer, estou me referindo aos traumas e derrames cerebrais que a cada ano acometem mais de 1 milhão de pessoas no país, a maioria jovens.

Uma parceria entre a Rede Globo – através do programa Esporte Espetacular – e o médico neurologista Renato Anghinah, um dos mais respeitados no assunto, acompanhou de perto o dia a dia de três jovens que tiveram suas memórias devastadas por acidentes.

O objetivo era saber se através de momentos inesquecíveis relacionados ao esporte seria possível a reativação das memórias perdidas.

[inf_infusionsoft_inline optin_id=optin_1]

Uma vida sem memória

O jovem Pedro Kourijan foi resgatar uma pipa no telhado de um ginásio de esportes quando uma das telas de proteção se partiu, fazendo-o cair de uma altura de 4 metros. Foram 21 dias na UTI, 12 em coma, e sequelas que afetaram o mecanismo de recordação de sua memória.

Muitas vezes quando estou andando de metrô, por exemplo, me perco nas estações e me esqueço dos nomes dos locais”.

Patrício Lopes escolheu os Estados Unidos para se dedicar a um Mestrado na área de Economia, na Universidade de Nova Iorque. Ele estava em sua casa quando um aneurisma congênito se rompeu em sua cabeça. Ele não se lembra de nenhum detalhe do episódio ocorrido.

Caroline Valdez também participou do estudo. Ela voltava de uma festa no banco de trás de um carro que se chocou com a traseira de um caminhão. O impacto matou na hora os companheiros de Caroline, que por sua vez sofreu uma pancada muito forte na cabeça e foi resgatada das ferragens em estado crítico.

Tratamento para recuperação de memórias

As sessões de reabilitação cognitiva dos três pacientes tiveram a participação dos familiares que forneceram dados sobre os interesses esportivos de cada um, antes dos traumas e acidentes que provocaram a perda de memória.

No consultório, o jovem Pedro, torcedor fanático do Corinthians, assistiu diversas reportagens do Timão, que mostravam suas conquistas, jogos marcantes, jogadores que fizeram história com a camisa do alvinegro paulista.

O mesmo aconteceu com Patrício, que também era torcedor do Corinthians, mas gostava de vários esportes, entre eles o basquete americano, a famosa NBA e Caroline, que era amante do ballet, da dança e apreciava também a ginástica rítmica e artística.

Nos três casos o médico fez perguntas relativas às matérias exibidas na TV. Os esforços observados para tentar lembrar daqueles momentos foram notórios.

Em todos os casos a evolução foi nítida, isto é, todos eles conseguiram processar e reter informações de tudo o que liam, viam e ouviam.

Os jovens também foram capazes de lembrar de fatos que ocorreram na época dos eventos esportivos que, repetidas vezes foram mostrados pela equipe de pesquisadores, ou seja, o estudo provou algo que os nossos pais já sabiam, o esporte além de divertir proporciona momentos inesquecíveis.

Como ter uma memória forte e um cérebro sempre jovem

O estudo deixa evidente o incrível papel que a neuroplasticidade, ou seja, a capacidade que o cérebro tem de mudar ou se adaptar e essa característica pode ser uma importante aliada no processo de recuperação e fortalecimento da memória e da cognição.

É fundamental, nesse caso, que o paciente receba o tratamento adequado indicado por um especialista da área e também procure alternativas validadas e bem sucedidas para o fortalecimento da memória, como o uso frequente de técnicas mnemônicas (memorização).

As técnicas de memorização já foram apontadas em inúmeros estudos feitos por universidades de renome, como “importantes aliadas no processo de estímulo cognitivo além de aumentar a motivação e auto estima em pessoas acima dos 50 anos que se queixavam de problemas de memória.

Como pesquisador, me dedico há mais de duas décadas ao estudo dos aspectos funcionais da memória.

Questões importantes e significativas, como um encontro com uma pessoa, um evento importante na nossa vida, o aniversário de um membro da família, que não são lembrados, poderiam perfeitamente serem recordados com ações simples e eficientes.

Veja abaixo a entrevista que dei a RTP, um canal da televisão em Portugal.

O que me motiva a seguir em frente com meus cursos, palestras e congressos sobre técnicas de memorização é saber que o cérebro humano tem a capacidade de se adaptar e nos surpreender, mesmo diante de eventos catastróficos, como nos três casos clínicos apontados anteriormente.

Melhor ainda é ter a oportunidade de compartilhar técnicas comprovadamente eficientes para o fortalecimento da memória e úteis para pessoas que irão prestar concursos, provas e vestibulares, profissionais que desejam evitar esquecimentos no trabalho e até idosos que querem voltar aos estudos e investir em qualidade de vida.

Não esqueça mais daqueles momentos que deveriam ser inesquecíveis, tenha uma vida extraordinária sem esquecimentos, faça como milhares de alunos que já participaram dos meus treinamentos, eu convido você a conhecer o meu curso Memória Blindada.

Assista alguns depoimentos e conheça diversas histórias de vidas que foram transformadas, de lembranças que foram resgatadas ou fortalecidas com o uso de métodos incrivelmente simples de memorização.

» Clique Aqui e assista alguns depoimentos de alunos dos cursos «

Para que você adquira agora mesmo o curso Memória Blindada e por acreditar tanto na eficiência do meu método, além dos bônus eu ainda lhe ofereço uma garantia especial.

Se em 7 dias depois de aplicar o método você  não notar melhoras, eu assumo total responsabilidade e devolverei 100% do seu investimento. Dessa forma você não corre nenhum risco. O que você acha? Clique aqui e saiba mais sobre o treinamento!

Antes de guardar este texto nos seus arquivos favoritos, compartilhe com os amigos e familiares.

O texto fez você lembrar daqueles momentos inesquecíveis? Se desejar, deixe seu comentário que responderei o mais breve possível.

Um abraço e até a próxima!

Viva bem. Lembre bem!

Renato Alves é escritor, pesquisador e primeiro brasileiro a receber o título oficial de melhor memória do Brasil. Autor de um método patenteado de memorização que ganhou reconhecimento nacional e já está presente em mais de 100 países.

Quer ter acesso a outras informações? Curta e siga a minha fanpage no Facebook e também inscreva-se no meu canal no Youtube.

Curso Memória Blindada

10 Comentários


  1. Olá Renato.
    Parabéns pelo seu trabalho, ajudou muito meus estudos e aprendizado estou muito grato com seu projeto.

    Responder

  2. Ola Renato ,

    Parabéns pelo seu trabalho. Obrigado pelo incentivo. Eu retomei o curso TOP mesmo em meio ao MBA e tem me ajudado bastante.

    Nossa muito bom podermos relembrar de memórias incríveis, Mas eu tenho uma dúvida e gostaria de sua opinião como um especialista em memória para uma questão que me incomoda , é o seguinte:

    Até eu tomar consciência e acordar para a realidade, por falta de conhecimento, caminhei por longos anos tratando meu cérebro com descaso e falta de zelo , acumulando muito lixo e coisas inúteis . Esses lixos por muitas vezes aparecem em meios aos meus pensamentos me dificultando o foco e concentração, quando não acontece de altear uma linha de raciocínio criando algo totalmente ilusório me causando falhas de julgamento e percepções erradas . Muitas vezes me pego disperso pensando em coisas que em nada me ajudam pelo contrário só me atrapalham.

    Que coisas são essas ? Sou da geração em que se deixava crianças ficar escutando por exemplo casos do Gil Gomes (famoso comentarista da década de 70 e 80 que só falava tragédias e desastres pelo rádio ) ou do jornal noticias populares (que era dito que não poderia apertar senão sairia sangue) .

    Pois bem essas inundações de lixo me causaram um comportamento de medo de tudo e todos, fiz 5 anos de terapia mas nada adiantou , em fim tomei uma trombada com Jesus no meu caminho e depois que me batizei ai sim fiz mais dois anos de terapia que fez todo sentido e consegui conviver em paz com meu passado acertando ele.

    Hoje graças a Deus estou livre da perseguição do medo . Nas sessões de terapia procurei reviver as experiências e encontrar uma a forma de ver a situação por outro ângulo a fim de conviver bem com aquilo e viver independente das circunstâncias.

    Em fim tudo caminhou bem e hoje sou pai mas uma coisa eu gostaria . Já li nos livros do Augusto Cury que é possível reeditar a memória trocando pensamentos indesejados por pensamentos melhores.

    Embora eu tenha resolvido meu passado eu gostaria de que certas situações minha mente parasse de lembrar, pois mesmo que tais pensamentos não tenham mais nenhum efeito sobre mim, (não me guio por eles e procuro me certificar de toda dúvida) tais pensamentos tomam processamento desnecessário de minha mente consumindo algo que eu poderia usar para uma maior criatividade .

    Você acredita que como falado por Augusto Cury a memória pode ser reeditada e os pensamentos que não edificam possam ser trocados por pensamentos melhores ? Se sim como de fato é possível fazer isso ? De que forma ?

    Grato.
    Will

    Responder

    1. Olá, Will. É super possível como você leu no livro do Grande Mestre Augusto Cury, procure sobre Programação Neuro Linguística (PNL), mas reflita sobre isso:

      Quem deseja ter bons pensamentos deve ter um cuidado especial com as amizades, ambiente, leitura, entretenimento, música e televisão.
      Por exemplo se você assisti ou lê algo edificante isso tende a gerar pensamentos com a mesma frequência.

      O sentimento é o que gera o pensamento, que gera a ação, que leva ao resultado.

      Leia este texto!

      Abraço

      Responder

    2. Boa noite Renato Alves não entendi como passar para as partes do corpo humano para eu poderia lembrar tudo que precisa ser feito lembrar. O Sr poderia me informar de uma outra forma mais eficaz?o meu curso está quase finalizado e eu ainda não consegui fazer memórizar ajuda-me por favor! Abraço e obrigado pela sua atenção dispensada comigo

      Nelza Abreu Barth

      Responder

      1. Olá, Neuza.
        Por gentileza utilize a área exclusiva do aluno para fazer esse tipo de pergunta, seria muito complexo responder por esse canal.
        Obs.: não localizei o seu cadastro por esse e-mail que utilizou na mensagem.
        Abraço

        Responder

  3. Muito Obrigada pelo excelente material. Infelizmente não pude beneficiar de todo ele, porém, do que utilizei foi de muito valia. Terminei a Faculdade de Direito, vamos tentar a OAB.

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *