Temporada de adaptação mental para o horário de verão

O sistema de horário de verão brasileiro tem curtidores e haters em escala nacional. Este ano, por exemplo começa à 0h de domingo (15) e, como sabemos, os relógios deverão ser adiantados em uma hora.

Embora não vigore em todo o nosso ensolarado país tropical (uma das principais críticas ao sistema) temos ainda a questão de adaptabilidade de horários, por exemplo:

Com o horário de verão agora em Brasília, o leste do Amazonas e Roraima e Rondônia ficam com menos duas horas. Acre e oeste do Amazonas com três horas a menos.

Confuso para você?

Imagine os problemas de logística, programação de TV, viagens e adaptação do nosso corpo, da nossa mente e do nosso relógio biológico.

Quando estive pela primeira vez em Rio Branco (capital do Acre) para ministrar um curso de estudo e memorização senti o peso da mudança repentina de horário.

Tanto no  Distrito Federal quanto em Rio Branco o curso iniciava às 19 e encerrava às 23 horas. Isso segundo os ponteiros do relógio, porque na prática 19 horas para os rio-branquenses equivalia a 16 horas em meu cérebro. Trocando em miúdos:

[inf_infusionsoft_inline optin_id=optin_1]

Eu tinha que ´jantar´ as 14:30 para chegar ao local do evento às 15:30 e iniciar o curso de memorização às 16h.

Felizmente não era algo que deixasse o cérebro “entrar em parafuso”, mas uma mudança repentina de horário pode interferir um pouco em nosso estado de concentração.

Desenvolvido com a premissa ecologicamente correta de economizar energia durante o verão, o decreto foi  instaurado por aqui pela primeira vez em 1931. Hoje, os dados técnicos do operador elétrico brasileiro demonstra que o horário de verão já não tem mais efeito, entretanto, ele fomenta – por exemplo – atividades econômicas, como o turismo. Por isso o governo decidiu manter tudo como está.

Mapa do brasil horario de verao

Reuni estas informações básicas para você, meu leitor fiel, para que reúna condições de debater e formar uma opinião mais coesa em relação a mais este importante assunto cotidiano de nosso pais. Espero com isso ter ajudado.

No que diz respeito a minha área de atuação, a questão da adaptabilidade da mente e do corpo humano a uma “simples” mudança de horário pode causar perda de foco em muitas atividades e comprometer até mesmo sua segurança, por exemplo quando você é obrigado a estudar pela manhã, trabalhar ou dirigir. Por isso, minha sugestão é que você tente nos primeiros dias se concentrar nas alterações  de rotina e em como seu organismo reage.

Para o consolo de quem (assim como eu) por razões logísticas, não é fã do horário de verão; fica o domingo inteiro para adaptação.

E você, o que me diz sobre o Horário de Verão?

Curte ou detesta? Por quê?

Já passou por alguma situação em que a mudança de horário o ajudou ou prejudicou? Deixe seu comentário aqui no post. Quem sabe seu comentário não vire um “case” para que EU redija um texto especial em meus próximos artigos. Chova ou faça sol, se Deus quiser estarei por aqui.

Viva bem. Lembre bem.

Você gostou do texto? Deixe um comentário, aproveite e conheça o meu curso Memória Blindada, um método detalhado de aplicação prática da memorização no dia a dia, no treinamento eu explico de maneira simples e objetiva tudo que você precisa saber para não esquecer nada.

O curso é on-line, por isso, você poderá assistir as aulas quando e onde quiser, no seu celular, tablet, computador ou smart TV.

Definitivamente é sua hora de ter uma memória mais jovem, forte e confiável. Como incentivo por acreditar tanto na eficiência do meu método, além dos bônus eu ainda lhe ofereço uma garantia especial:

» Clique Aqui e assista alguns depoimentos de alunos do curso «

Se em 7 dias, depois de aplicar o método, você  não notar melhoras, eu assumo total responsabilidade e devolverei 100% do seu investimento. Dessa forma você não corre nenhum risco e tem a tranquilidade de investir num treinamento com risco zero. O que você acha? Clique aqui e comece agora mesmo!

Renato Alves é escritor, pesquisador e primeiro brasileiro a receber o título oficial de melhor memória do Brasil. Autor de um método patenteado de memorização que ganhou reconhecimento nacional e já está presente em mais de 100 países.

Quer ter acesso a mais dicas? Curta e siga a minha fanpage no Facebook e inscreva-se no meu canal no Youtube.

Curso Memória Blindada

6 Comentários


  1. Nossa, realmente não sabia que Acre ficava 3 horas de diferença… bem interessante, nosso país realmente é imenso por isso tão diferente entre regiões extremas. Amo este Horário aproveito bem mais o dia.

    Responder

    1. Olá, Bruna. Por isso, há quem diga que o nosso país é uma nação composta por várias muitas nações, o aspecto positivo é esse mesmo, aproveitar mais o dia.
      Abraço

      Responder

  2. Olá Professor, eu já passei várias situações quando muda o horário. Inclusive já perdi até a hora de levantar para ir para o trabalho, acreditando estar ainda no horário velho.

    Valeu pelas dicas.

    Responder

    1. Olá, Rita. Isso é muito comum, acho que já ocorreu ao menos uma vez na vida de todos.
      Abraço

      Responder

  3. Pior quando não tem horário de verão como em salvador, mas como tudo segue o horário de brasília fica uma confusão

    Responder

    1. Olá, Marcelo. Realmente, mas quando encerra o expediente no trabalho ainda da para curtir uma praia, como recompensa por ter acordado “mais cedo”.
      Abraço

      Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.