3 Formas de Melhorar sua Memória

O mundo virou um completo paradoxo: quanto mais as pessoas investem em tecnologia, mais elas reclamam de esquecimento. A impressão é que os aparelhos eletrônicos estão nos deixando mais esquecidos, não é? Sim, na verdade é isso mesmo! Quanto mais investimos em memórias artificiais, mais abandonamos as memórias naturais e quanto mais a abandonamos, mais fraca ela fica. É como a calculadora, quanto mais você a utiliza, mais lento você fica para fazer cálculos, mas como melhorar sua memória num contexto assim?

Veja como melhorar sua memória

Tenho orgulho de dizer que não esqueço de nada. Nada mesmo! Tudo que me proponho memorizar eu não esqueço, sabe porque? Porque um dia resolvi usar a minha memória com inteligência. O primeiro passo foi diminuir a dependência eletrônica. Estimulando a minha memória natural pude me sentir mais confiante e dominei tanto a minha memória que recebi em 2006 o título de homem com a melhor memória do Brasil.

Quero deixar para você três dicas básicas de memorização, mas são dicas básica, ok? As dicas Top, as avançadas são mais elaboradas e não daria para ensinar num e-mail, mas com uma conversa tete a tete que teremos no curso Memória Blindada. Sigas estas dicas direitinho e perceberá uma melhora significativa no processo de memorização.

Memória Renato Alves

1. Associe o que deseja memorizar com objetos físicos

Você já deve ter passado por esse problema: acabou de ser apresentado a alguém e, assim que a pessoa vira as costas, você já esqueceu o nome dela. Acontece – mas é extremamente embaraçoso precisar perguntar o nome dela novamente, não é? A dica aqui para melhorar sua memória é associar o nome a algum objeto. Por exemplo, se você acabou de conhecer a Giovana e ela estava próxima de uma janela, pense nela como a Giovana da Janela. Parece um truque bobo, mas funciona. E, claro, não só para nomes de pessoas, mas para qualquer coisa: relatórios, documentos, marcas. Associando conceitos a objetos fica mais fácil de lembrar. E, claro, quanto mais absurdas forem as associações mais fácil é lembrar delas.

2. Para melhorar sua memória, repita menos, memorize mais

Ao ver ou participar de apresentações você deve ter sentido isso – é muito claro quando alguém apenas decorou o que devia falar. Mas basta acontecer alguma mudança no roteiro ou um ‘branco’ para que a pessoa se perca. Memorizar algo de fato depende de compreensão. Então, ao pensar em falas e apresentações, tente entender o conceito todo ao redor do que você está falando. Pesquisas mostram que apenas a repetição automática pode até impedir que você entenda o que está expondo. Veja mais detalhes em como memorizar textos no meu curso Memória Blindada

3. Rabisque!

Estudos indicam que rabiscar enquanto ‘ingerimos’ informações não visuais (em aulas, por exemplo) aumenta a capacidade de nossa memória. Uma pesquisa feita em 2009 mostrou que pessoas que rabiscavam enquanto ouviam uma lista de nomes lembravam 29% a mais dos nomes ditos. Da próxima vez que for a uma palestra, leve uma caneta e bloquinho e rabisque!
Nunca mais confunda falta de memória com falta de estratégias de memorização. Aprenda a usar a memória com inteligência e diminuir a dependência eletrônica. Seu cérebro vai adorar isso e na velhice irá com toda certeza lhe agradecer.

Sucesso Sempre!


Acesse abaixo a versão em audio deste post e faça o download para escutar as dicas do professor Renato Alves sempre que desejar.


Você gostou do texto? Não esqueça de deixar seu comentário aqui embaixo e aproveite para conhecer o meu curso Memória Blindada no treinamento eu ensino a aplicação prática da memorização no dia a dia, tudo explicado de maneira simples e objetiva em videoaulas on-line.

O curso foi elaborado para que você tenha acesso a todas as estratégias que utilizo para não esquecer de nada. Definitivamente é sua hora de ter uma memória mais jovem, forte e confiável. Estou aguardando você na próxima turma e como incentivo por acreditar tanto na eficiência do meu método, além dos bônus eu ainda lhe ofereço uma garantia especial:

» Clique Aqui e assista alguns depoimentos de alunos do curso «

Se em 7 dias, depois de aplicar o método, você  não notar melhoras, eu assumo total responsabilidade e devolverei 100% do seu investimento. Dessa forma você não corre nenhum risco e tem a tranquilidade de investir num treinamento com risco zero. O que você acha? Clique aqui e comece agora mesmo!

Quer ter acesso a mais dicas? Curta e siga a minha fanpage no Facebook e inscreva-se no meu canal no Youtube e receba as novidades em primeira mão.

Renato Alves é escritor, pesquisador e primeiro brasileiro a receber o título oficial de melhor memória do Brasil. Autor de um método patenteado de memorização que ganhou reconhecimento nacional e já está presente em mais de 100 países.

14 Comentários


  1. Boa tarde! Eu fiz a matrícula, e assisti umas 3 aulas, só que depois deu preguiça de estudar, passei achar o curso difícil, então PAREI COM O CURSO, MAL TINHA COMEÇADO, ENTÃO fui fazer minha prova assim mesmo, só na esperança de pelo menos tirar uma nota mais ou menos, e tentei não colar, então na hora que eu tava fazendo a prova, eu até achei que a prova tava um pouco fácil, então continuei a fazer, sem cola, finalizei, fui pra casa com o pensando nossa como eu gosto de me enganar me iludir, ai ai, tô achando que vou tirar uma nota boa logo 2 provas no mesmo dia na mesma hora coitada. Então se passou uma semana o resultado da prova saiu, valia 6, eu quase surtei olhei várias vezes se realmente a nota tava certa, e se realmente era o meu nome. Finalmente Euzinha tirei 5,4. Quase dei um Piripaque kkkkkk, Agora sim voU tentar fazer esse CURSO PRA VALER, PRA PASSAR EM QUALQUER CONCURSO PÚBLICO, ESSE É MEU DESEJO. SER APROVADA NO CONCURSO PÚBLICO CHIC NÉ? OBRIGADA PROFESSOR RENATO ALVES.

    Responder

    1. Olá, Divina. Parabéns, tenha certeza que você pode muito mais GUERREIRA, seu resultado foi DIVINO. Trabalhe duro e nunca mais duvide de sua capacidade, mas trabalhe duro. Da próxima vez que a dúvida invadir a sua mente, lembre dessa frase do Jean Cocteau.

      “Não sabendo que era impossível, ele foi lá e fez.”

      Abraço, sucesso 🙂

      Responder

    2. muito bao explicação, tenho muita dificuldade pra memorizar, me ajudou muito suas dicas. Apesar das dificuldade não irei desistir .

      Responder

  2. Excelente artigo!!! Associar situações e principalmente nomes com objetos ou até mesmo outros fatos realmente ativa um sinal no cérebro, parabéns e sucesso!

    Responder

  3. Af eu to estudando pra concurso mais n consigo gravar e entender nada da vontade de desistir

    Responder

  4. em Boa tarde,Encontrei esta vossa comunicae7e3o, retailva a uma pesquisa no google que fiz sobre workshopsd e comunicae7e3o, mais propriamente na e1rea de RP, ou comunicae7e3o em media. Agradecia que me informassem, sff, se forem realizar um evento desta natureza numa data proxima.Com os melhores cumprimentos,Diana Dominguez91 833 26 35

    Responder

  5. eu adorei ,achei muito bom vou procurar seu livro tenho certeza de que ira mi ajudar muito . obrigada .

    Responder

  6. Adorei vou procurar seus livros, estou precisando muito, pois na hora de estudar para as provas de Direito, eu me mato!!!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *